Frei Jaime: abraçar com o coração  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião06/09/2018 | 06h27Atualizada em 06/09/2018 | 06h27

Frei Jaime: abraçar com o coração 

Mesmo que as pessoas andem manifestando pouca ternura, sua importância continua em alta

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Aos poucos a claridade vai se manifestando e tomando conta de todos os espaços... É hora de recomeçar.... Semana da Pátria, véspera de feriado... a agenda não dá tréguas, mas o coração vibra com a vida e com a paz! Vamos lá! 

E a gente vai vivendo e aprendendo que o que temos de mais precioso não é o que nossas mãos alcançam, mas o que nosso coração abraça.” 

Leia mais:
Frei Jaime: quanto maior a bondade 
Frei Jaime: determinados sonhos

A ternura é capaz de toques leves e profundos. Mesmo que as pessoas andem manifestando pouca ternura, sua importância continua em alta. Ser terno não é uma obrigação, mas uma expressão única de humanismo e de respeito para consigo mesmo e com os outros. Quando o coração experimenta o valor da sensibilidade e do amor, a vida se encontra com a leveza e a esperança se intensifica. As mãos podem alcançar muitas coisas, mas é o coração quem absorve e permite os melhores sentimentos. Abraçar com o coração é muito mais do que um gesto, é um jeito de viver, um modo de sentir a vida. Há dias em que um abraço é suficiente para acalmar, serenar e devolver a paz. Por muito tempo as pessoas viveram como se o mais importante fosse a capacidade intelectual. Talvez seja por isso que muitos não tomaram conhecimento do valor da ternura.

 A vida é dura para quem não se permite dar e receber afeto. Emoção e razão necessitam se completar, possibilitando equilíbrio, construindo maturidade, fortalecendo laços de pertença. O que cada um tem de mais precioso é o dom da vida e a possibilidade de tornar o mundo melhor, através dos gestos de bondade, da coerência, dos sonhos que possibilitam instantes de significativa paz. Em alguns momentos é necessário que o coração abrace, inclusive, aquelas situações mais cruciais, que machucam e provocam lágrimas. Não é possível ter uma explicação para tudo. Porém, independente do momento, sempre haverá um breve intervalo, um pequeno espaço, um instante capaz de ofertar alívio e equilíbrio.

 A razão é fundamental para evidenciar e distinguir o que faz bem e o que deve ser descartado. Mas somente o coração proporciona abraços que devolvem o desejo de viver eternamente. Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!    

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros