Paola Kirst e Kiai Grupo se apresentam neste domingo em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Música31/08/2018 | 08h00Atualizada em 31/08/2018 | 09h45

Paola Kirst e Kiai Grupo se apresentam neste domingo em Caxias do Sul

Cantora e grupo de jazz vêm de Rio Grande, no Sul do Estado, para participar do projeto Tum Tum Instrumental

Paola Kirst e Kiai Grupo se apresentam neste domingo em Caxias do Sul Ramon Moser/Divulgação
A cantora Paola Kirst, um dos principais talentos surgidos no Rio Grande do Sul nos últimos anos Foto: Ramon Moser / Divulgação

Semelhante à cena que Caxias do Sul viu crescer nos últimos anos, com a repercussão nacional alcançada por grupos como Yangos, Cuscobayo e Catavento, a região Sul do Estado também tem do que se orgulhar de sua nova geração. Entre os expoentes de uma safra que tem nomes como a banda Musa Híbrida, o cantor e compositor Juliano Guerra, os primos Thiago e Ian Ramil, estão dois representantes que sobem a Serra para se apresentar no projeto Tum Tum Instrumental, neste domingo: a cantora e percussionista Paola Kirst e o quarteto jazzístico Kiai Grupo, ambos de Rio Grande. O show será no teatro Pedro Parenti, na Casa da Cultura, com entrada gratuita. 

Estarem juntos no elenco de atrações da sexta temporada do Tum Tum não é coincidência. Formado em 2014,  o grupo formado por Marcelo Vaz (teclado/piano), Lucas Fê (bateria) e Dionísio Souza (baixo elétrico) também acompanha Paola em apresentações e gravações. No Youtube, é possível vê-los em ótima performance numa sessão ao vivo para o canal Vapor Sessions, de Pelotas. Quando soam juntas, a pegada afrobrasileira do conjunto faz ressaltar as nuances entre o lirismo e a explosão vocal de Paola, resultando no som vibrante e envolvente que se percebe em faixas como Pão Com Mel e Crendice, ambas do repertório da cantora – que prepara o lançamento do seu primeiro álbum, com a companhia dos membros do Kiai.

– Estamos nos inserindo nesta cena faz pouco tempo. Vemos que, aos poucos, vão surgindo espaços que dão visibilidade a outras formas de expressão artística. A grande sacada é fazer esses encontros. Não necessariamente de artistas que toquem o mesmo som, mas que tenham o mesmo objetivo – analisou a cantora, em entrevista à GaúchaZH em junho.

Kiai Grupo, de Rio Grande, é uma das atrações do projeto Tum Tum Instrumental, que ocorre em Caxias do Sul
Membros do Kiai Grupo: jazz com influência afro-brasileiraFoto: Mariana Borges / Divulgação

Curador do Tum Tum Instrumental, o músico e produtor caxiense Beto Scopel destaca nas duas apresentações o jazz com forte influência afro, uma característica bastante presente na música produzida na região Sul do Estado (especialmente em Pelotas, para onde milhares de escravos foram enviados na época das charqueadas).

– É uma região que preserva muito essa questão afro. Quando recebemos no nosso edital as inscrições, tanto do Kiai quanto da Paola, nos surpreendeu a qualidade do som, sendo uma releitura de jazz muito contemporânea e muito particular. O fato deles já tocarem juntos foi uma feliz coincidência, que vai contribuir para um show ainda mais interessante. Pode provocar dúvidas ter uma cantora num festival instrumental, mas a voz é um instrumento e cada vez mais tem sido tratada assim em feiras musicais que a gente participa. A própria forma como a Paola utiliza a voz, com a sua veia jazzística, também deixa isso muito evidente – destaca o produtor. 

Leia também:
Bruno Hrabovsky apresenta "Metal ao Piano" nesta sexta, em Caxias
62 escritores nacionais e internacionais participarão da 34ª Feira do Livro de Caxias do Sul
3por4: filial do Mississippi Delta Blues Bar no Rio de Janeiro comemora um ano de atividade
3por4: Conselho Municipal de Política Cultural lê manifesto na Câmara de Vereadores, em Caxias 

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros