Orquestra de Sopros de Caxias homenageia compositor Rossini neste domingo  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Musical 24/08/2018 | 18h15Atualizada em 24/08/2018 | 18h15

Orquestra de Sopros de Caxias homenageia compositor Rossini neste domingo 

Espetáculo será às 19h no Teatro Municipal Pedro Parenti 

Orquestra de Sopros de Caxias homenageia compositor Rossini neste domingo  SUELI CARDOSO DE SOUZA/DIVULGAÇÃO
Foto: SUELI CARDOSO DE SOUZA / DIVULGAÇÃO

Compositor de diversas óperas famosas mundo afora, entre elas O Barbeiro de Sevilha e Guilherme Tell, Giocahino Antonio Rossini (1792-1868) é o homenageado do concerto que a Orquestra Municipal de Sopros de Caxias do Sul apresenta domingo, às 19h, no Teatro Municipal Pedro Parenti. Para marcar os 150 anos da morte do italiano, a se completarem em 13 de novembro, os 53 músicos da formação caxiense interpretarão um repertório cujo tema baseia-se na abertura de grandes óperas, não apenas de Rossini, mas também de outros importantes nomes da música erudita mundial.

Em música, o termo "abertura" designa um primeiro movimento executado apenas pela Orquestra, e tem por objetivo introduzir e ambientar o ouvinte ao universo de acontecimentos dramáticos que irão se suceder no desenvolvimento da peça. Por características, normalmente as aberturas são grandiosas, solenes e imponentes.

— As aberturas sempre chamaram muita atenção do longo da história  — afirma o maestro Fernando Berti.

Além do compositor italiano, a orquestra executará ainda a abertura de O Guarani, do paraense Carlos Gomes (1836-1896). Embasada no romance homônimo do escritor José de Alencar (1829-1877), a ópera estreou no Teatro Scala de Milão em 1870. Décadas depois, tornou-se popular ao ficar conhecida como "a música da Voz do Brasil", em referência ao noticiário radiofônico estatal criado em 1935 durante o governo de Getúlio Vargas.

— O público terá a oportunidade de se surpreender com a riqueza harmônica e timbrística desta obra — salienta Berti.

O programa contempla ainda o alemão Richard Wagner (1823-1883) em Tannhauser e Os Mestres Cantores de Nüremberg e La Forza Del Destino, do italiano Giuseppe Verdi (1813-1901).

Leia também:
Tríssia Ordovás Sartori: memorabilia e fantasia 
Samba de Pareia da Mussuca leva a dança quilombola ao palco do Sesc Caxias, neste domingo
Mochileiras gaúchas que trocam trabalho por hospedagem já visitaram oito países 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros