De "Pacato Cidadão" a "Te Ver", Skank traz show dedicado aos três primeiros álbuns a Caxias, nesta sexta - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Música09/08/2018 | 09h00Atualizada em 09/08/2018 | 09h45

De "Pacato Cidadão" a "Te Ver", Skank traz show dedicado aos três primeiros álbuns a Caxias, nesta sexta

Banda homenageia a fase que marcou o auge da carreira, entre 1993 e 1996. Show ocorre na All Need Master Hall

De "Pacato Cidadão" a "Te Ver", Skank traz show dedicado aos três primeiros álbuns a Caxias, nesta sexta Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação

Quem viveu o rock brasileiro dos anos 1990 certamente em algum momento agitou com músicas como Garota Nacional, Pacato Cidadão e Uma Partida de Futebol ou teve suas emoções despertadas pelos versos de Resposta , Eu Disse a Ela e Te Ver. Entre outras músicas icônicas, em comum há o fato de todo esse arsenal pertencer a uma das bandas que melhor simbolizaram essa fase da nossa música, o Skank. Para presentear principalmente os fãs mais nostálgicos, o quarteto de Belo Horizonte caiu na estrada com o show Os Três Primeiros, que chega nesta sexta-feira a Caxias do Sul, trazendo no repertório uma mistura dos três primeiros álbuns: Skank (1993), Calango (1994) e Samba Poconé (1996). 

Vocalista e guitarrista do quarteto completado por Haroldo Ferretti (bateria), Henrique Portugal (teclados) e Lelo Zaneti (baixo), Samuel Rosa explicou em entrevista recente a uma revista eletrônica que a ideia para o resgate dos anos dourados da banda foi derivada da sacada original, de comemorar os 20 anos de Samba Poconé, disco que consolidou a banda com sua irreverência e pegada pop rock num cenário que ainda era muito ocupado por grupos remanescentes do anos 1980 (Titãs, Os Paralamas do Sucesso, Kid Abelha, entre outros). 

– Nossa ideia original era relançar o Samba Poconé encartado com outros dois CDs juntos, com sobras de estúdio e alguns remixes. Também queríamos fazer um registro ao vivo que faltava para esse álbum. Foi durante o processo que decidimos que seria bacana tocar os três primeiros discos, porque há uma conexão entre eles muito fácil de perceber. São a base do Skank e tocam a memória afetiva da banda e dos fãs – ressaltou o vocalista. 

A única exceção ao setlist, que também irá contemplar tanto músicas que ficaram relegadas ao segundo plano por causa dos grandes sucessos, será uma inédita: Algo Parecido, de Samuel Rosa. Trata-se da primeira composição a ser lançada pela banda desde o último álbum, Velocia (2014). Aliás, o próprio registro de Os Três Primeiros tem previsão de lançamento em CD físico e digital e em DVD, com shows gravados no Circo Voador (RJ), em novembro do ano passado. É para guardar na memoria, como as boas e velhas músicas do Skank. 

Agende-se

O quê: Show Os Três Primeiros, do Skank
Quando: Sexta-feira, às 23h (duração: 120 minutos)
Onde: All Need Master Hall (Rua Castelnovo, 13351, Capivari)
Quanto: R$ 50 a R$ 120 pelo site Blueticket

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros