Museus de Caxias, Bento e Porto Alegre contam histórias de alimentos típicos - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Exposição24/07/2018 | 08h00Atualizada em 24/07/2018 | 08h00

Museus de Caxias, Bento e Porto Alegre contam histórias de alimentos típicos

Em Caxias, exposição "Gastronomia e Museus" segue até 4 de agosto, com entrada e atividades gratuitas

Museus de Caxias, Bento e Porto Alegre contam histórias de alimentos típicos Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Resgatar a história da produção, comercialização e consumo de alimentos feitos à base das farinhas de trigo e milho. Essa é a síntese da exposição temporária Gastronomia e Museus: Diálogos entre Caxias e Bento, que mergulha na memória afetiva de elementos típicos da culinária regional. Além do Museu Municipal de Caxias do Sul, que conta a história do trigo e seus derivados, o anel gastronômico da mostra engloba o Museu do Imigrante, em Bento Gonçalves, com foco no milho, e o Museu Julio de Castilhos, em Porto Alegre, que explora histórias relacionadas ao vinho e à polenta.

Em Caxias, o acervo reúne ferramentas usadas no plantio, colheita e moenda do trigo, além de fotos históricas que mostram a presença do cereal desde os primórdios da imigração italiana. Outra atração é a farta presença de utensílios de cozinha, como gamelas e louças, e peças de artesanato que resgatam a arte da dressa, uma espécie de trança feita com as palhas do trigo. A diretora da Divisão de Museus da secretaria da Cultura, Daniela Fraga, explica que um dos objetivos da exposição é debater a importância da gastronomia como traço cultural e social:
— A gente precisa olhar para os afetos que circulam na cozinha dos imigrantes italianos. Nós sabemos que, historicamente, é nesse espaço que a família senta, se reúne e conversa. Dessa forma, o alimento ganha uma proporção muito maior, não é só do corpo físico, mas também um alimento das relações. E tudo isso é muito vivo na nossa história, basta lembrar do pão da nona, feito no forno de barro — pontua Daniela.

Além de mostrar os aspectos históricos do trigo na região, o Museu Municipal programou atividades gratuitas que visam estimular a participação do público. Na tarde de quarta-feira, a oficina Venha ciacolar no museu pretende transformar a sala de exposições numa típica cozinha italiana, com troca de receitas de família e degustação de pratos típicos feitos a partir da farinha de trigo.

— É um momento de encontro, onde as pessoas podem trazer suas receitas e compartilhar com o grupo. É preciso trazer a receita escrita, porque a ideia é produzir um livreto como resultado dessa atividade — explica a diretora do museu.

A exposição Gastronomia e Museus: Diálogos entre Caxias e Bento segue até 4 de agosto, embora a Divisão de Museus ainda estude prorrogar as atividades devido às férias escolares. Conforme Daniela, o retorno às aulas é uma oportunidade para que escolas públicas e privadas agendem visitas, levando em consideração que a mostra também quer dialogar com crianças e adolescentes, traçando um paralelo entre alimentação saudável e fast food.

— A comida não vem pronta pra nossa mesa. Hoje é tudo muito efêmero, alimentação rápida, pronta no supermercado. A gente também quer mostrar que o alimento precisa de um período de preparação que começa, por exemplo, no cultivo do trigo. Esse é um resgate muito importante para adultos e jovens, mas principalmente para as crianças, que precisam entender desde cedo que os alimentos precisam de um certo tempo. Não é simplesmente abrir um pacote e comer — ressalta.

AGENDE-SE
O quê:
Exposição "Gastronomia e Museus: Diálogos entre Caxias e Bento".
Visitação: até 04 de agosto (exceto domingos e segundas).
Horários: de terça a sexta, das 09h às 17h; aos sábados, das 11h às 17h.  
Onde: Museu Municipal de Caxias do Sul (Rua Visconde de Pelotas, 586).
Quanto: entrada gratuita.

ATIVIDADES
O quê:
"Venha ciacolar no museu": troca de receitas típicas da região feitas com farinha de trigo. Os participantes devem levar a receita escrita para confecção de um livreto e também podem levar uma amostra do prato para confraternização.
Quando: amanhã, das 14h às 16h30min.
Inscrições: até amanhã de manhã, pelo telefone (54) 3221-2423. 

O quê: oficina de massas caseiras com a professora e chef de cozinha Neusa Maria Boeira.
Quando: 1 de agosto, das 14h às 16h30min.
Inscrições: até sexta, pessoalmente no Museu Municipal (Rua Visconde de Pelotas, 586). A inscrição é gratuita.

Leia também:
3por4: Grupo italiano apresenta espetáculo de teatro em Bento
Agenda: Coro da UCS abre inscrições para novos cantores até o dia 10 de agosto
Mississippi Delta Blues Bar, em Caxias do Sul, recebe o bluesman Lil Jimmy Reed nesta terça-feira

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros