Mississippi Delta Blues Bar, em Caxias do Sul, recebe o bluesman Lil Jimmy Reed nesta terça-feira - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Música23/07/2018 | 08h00Atualizada em 23/07/2018 | 08h00

Mississippi Delta Blues Bar, em Caxias do Sul, recebe o bluesman Lil Jimmy Reed nesta terça-feira

Cantor, guitarrista e gaitista se autointitula o "último autêntico bluesman da Louisiana"

Mississippi Delta Blues Bar, em Caxias do Sul, recebe o bluesman Lil Jimmy Reed nesta terça-feira Nath Santos/Divulgação
Registro da apresentação do bluesman na filial carioca do bar, na última semana Foto: Nath Santos / Divulgação

De tempos em tempos, os palcos brasileiros recebem alguns dos poucos remanescentes de uma era em que o blues ainda era intocado pelo rock ‘n’ roll, mistura que viria a transformar o gênero para sempre. Senhores como Taildragger e Lazy Lester, que aprenderam com os grandes mestres, se tornaram os últimos representantes da transmissão de conhecimento direto da fonte. Lil Jimmy Reed, que se apresenta nesta terça-feira no Mississippi Delta Blues Bar, é um destes senhores.  Aos 80 anos, o cantor, guitarrista e gaitista que se intitula o “último autêntico bluesman da Louisiana” volta ao Brasil e estreia em Caxias do Sul em plena forma.

Lil Jimmy Reed ganhou a primeira guitarra aos seis anos, uma cigar box (tradicional um instrumento feito com uma caixa de charutos). Na adolescência, aprendeu a tocar harmônica e passou a se apresentar nos arredores da capital Baton Rouge. Iniciados no blues poderão pensar que há um parentesco com o lendário Jimmy Reed (1825-1976), autor de clássicos como Baby What You Want Me To Do e Honest I Do, mas trata-se de um nome artístico que adotou por volta de seus 20 anos. Reza a lenda que, certa noite, Leon Atkins (nome de batismo) foi a um clube local assistir a um show do ídolo. Reed, porém, estava bêbado demais para subir ao palco. Foi então que o jovem blueseiro, já um ídolo local, foi chamado para substituir o artista original, sem que a plateia fosse avisada. Nascia assim Lil (abreviação de Little) Jimmy Reed. 

– Eu conhecia todas as suas músicas e conseguia imitá-lo, então toquei com a sua banda como se fosse ele. O público gostou e não notou nenhuma diferença. Salvei o concerto. Infelizmente, nunca pude assisti-lo tocar, mas aquele dia mudou a minha vida e a minha carreira – recorda.

A longa trajetória do músico é carregada de percalços, como de todo blueseiro genuíno. Ainda jovem, teve de dividiu as atenções entre a música e o serviço militar, do qual fez parte por 20 anos. Quando finalmente se dedicou por inteiro ao blues, passou a viajar por todo o mundo e a frequentar os principais festivais, além de gravar os discos School’s Out (1996) e Blues in Paradise (2015), nos quais se destacam as frases agudas na gaita, o vocal vigoroso e o mesmo estilo vibrante de tocar que leva para os shows.

Além de Caxias do Sul, a atual turnê brasileira de Lil Jimmy passa também pelo Rio de Janeiro, Poços de Caldas (MG), Ilha Comprida (SC), Pomerode (SC) e Porto Alegre. No palco, terá a companhia de Adrian Flores (bateria), Nico Fami (baixo) e Bruno Marques (guitarra). Sobre o show de amanhã, faz um convite cheio de confiança:

– Meu show será incrível. Se você perder, irá perder uma noite de muita diversão. O que quero dizer é: não perca.

Programe-se
O quê:Show de Lil Jimmy Reed (EUA)
Quando:Amanhã, às 22h
Onde:Mississippi Delta Blues Bar, em Caxias do Sul (Rua Augusto Pestana, 810)
Quanto:R$ 50 (sem mojo card) e R$ 35 (com mojo card) em https://www.sympla.com.br/lil-jimmy-reed-louisianausa__322039



 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros