Artista plástica Pamela Reis inaugura a exposição "Labirintos Contínuos" em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Desenho06/07/2018 | 12h09Atualizada em 02/08/2018 | 10h04

Artista plástica Pamela Reis inaugura a exposição "Labirintos Contínuos" em Caxias

Capixaba traz mais de 100 desenhos em miniatura, inspirados em formas pouco percebidas no nosso cotidiano

Artista plástica Pamela Reis inaugura a exposição "Labirintos Contínuos" em Caxias Acervo pessoal/Divulgação
Desenhos de Pamela têm entre 3cm e 10cm. Intenção é convidar o espectador a aguçar o olhar, sem pressa Foto: Acervo pessoal / Divulgação

Capixaba da capital Vitória, a artista plástica Pamela Reis define como “minuciosa” a exposição Labirintos Contínuos, que inaugura nesta sexta-feira no Centro de Cultura Ordovás, mas que já percorreu diversas cidades brasileiras com o nome A Poética da Dobra. Na coletânea de cerca de 100 desenhos em grafite sobre tecidos que poderá ser conferida até o dia 5 de agosto, Pamela convida a aguçar o olhar para as curvas e dobras que estão presentes no nosso cotidiano, mas que nossos olhos não estão treinados para perceber sua beleza. 

– São formas que nós estamos acostumados a ver todos os dias, o tempo todo, mas que nem sempre prestamos a atenção. Faço desenhos de observação a partir de dobras reais de tecidos, montanhas, dunas de areia, de corpos. Não são criações da minha cabeça, são todas formas reais do cotidiano, cada uma com a sua beleza peculiar. Cada desenho pode despertar em cada pessoa uma lembrança ou uma sensação, dependendo da sua vivência – explica a artista de 30 anos, formada e mestranda em Artes Visuais.

Para que a experiência do espectador com as obras se dê de forma mais íntima e atenta, Pamela elabora seus desenhos em tamanhos que variam entre três e 10 centímetros, expostos lado a lado contornando as paredes da galeria.

– Faz parte dessa proposta de olhar com mais atenção. Quando é uma coisa muito grande, a gente passa o olho e já viu. Quando é pequeninho, precisa olhar mais de perto e despender um pouco mais de tempo, olhar um por um. A própria disposição dos desenhos também se dá de uma forma que o espectador seja convidado a passear por toda a galeria. – acrescenta Pamela. 

Entre mostras individuais e coletivas, a artista já expôs em todos os estados brasileiros. Labirintos Contínuos ainda irá percorrer, neste ano, cidades como Juiz de Fora (MG), Paraty (RJ) e Boa Vista (RR). No currículo, tem menções honrosas no 8º Salão de Artes Plásticas de São José do Rio Preto (SP) e no 5º Salão de Artes Plásticas de Suzano (SP).

Oficina
Neste sábado, às 17h, Pamela irá oferecer uma oficina de desenho, na qual irá mostrar um pouco sobre a sua técnica de grafite. Interessados devem se inscrever pelo e-mail uniartes@caxias.rs.gov.br.

Leia também
Escritores radicados em Caxias do Sul lançam editora focada em plaquetes 
Exposição "Bordados", de Sharisy Pezzi, abre nesta quarta no Alouca Café, em Caxias
3por4: exposição "Amor do Peito" da fotógrafa Cy Severo, abre nesta terça, em Caxias
3por4: Gabriela Basso lança o editorial "Fruit Eyes", assinado pela fotógrafa Tuany Areze

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros