Hamilton de Holanda Trio e André Mehmari encabeçam a programação do Tum Tum Instrumental 2018, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Música04/06/2018 | 08h00Atualizada em 04/06/2018 | 08h00

Hamilton de Holanda Trio e André Mehmari encabeçam a programação do Tum Tum Instrumental 2018, em Caxias

Sexta edição do evento inicia em julho e segue até fevereiro do ano que vem, com sete datas e 13 atrações gratuitas. Confira tudo o que vai rolar

Hamilton de Holanda Trio e André Mehmari encabeçam a programação do Tum Tum Instrumental 2018, em Caxias Marcos Portinari/Divulgação
Hamilton de Holanda (D) alcançou a consagração ao conquistar o Grammy Latino de Melhor Álbum Instrumental , em 2016 Foto: Marcos Portinari / Divulgação

Dois importantes nomes da música brasileira contemporâncea estrelam o elenco da sexta temporada do festival Tum Tum Instrumental, que inicia em julho e segue até fevereiro do ano que vem. O pianista André Mehmari e o bandolinista Hamilton de Holanda, ambos cariocas, chamam a atenção numa programação que prima pela diversidade geográfica e de ritmos, espalhada por sete datas. As apresentações ocorrem no Teatro Pedro Parenti (Casa da Cultura) e no Centro de Cultura Ordovás. 

Partindo da união do berimbau do santa-mariense Sandro Cartier com o afropop do grupo baiano Tambores Urbanos, cada show reunirá duas atrações, uma regional e outra nacional ou internacional. Novidade desta edição, as dobradinhas vêm com a proposta de integrar talentos que despontam na Serra e no Estado, como o acordeonista vacariense Uiliam Michelon e o porto-alegrense Tango Duo, a expoentes latino-americanos como o quinteto de cordas uruguaio El Club de Tobi e o grupo argentino de sons experimentais Nacion Ekeko. 

– Uma das características da Tum Tum é buscar atrações geralmente inéditas em Caxias. Musicalmente, a curadoria pensa na questão da inventividade e da contemporaneidade, bem como não se prender a um instrumental apenas jazzístico. Por isso contemplamos o eletrônico, o rock, o próprio tango, que é uma música mais tradicional. Por outro lado, promover essa troca entre os artistas era um desejo antigo, que conseguimos executar esse ano. Serão apresentações de meia hora para cada grupo, e uma dobradinha juntos ao final – antecipa a produtora cultural Juliana Pandolfo, sobre a escolha do cast e do formato para este ano.

A exceção às dobradinhas será em outubro, com Hamilton de Holanda Trio. O virtuoso bandolinista, que em 2016 venceu o Grammy Latino de Melhor Álbum Instrumental por Samba de Chico, tributo a Chico Buarque, trará o repertório do seu disco mais recente, Jacob 10ZZ, que homenageia Jacob do Bandolim. Holanda será o carro-chefe da programação ao lado de André Mehmari, cujo concerto, em novembro, terá o acompanhamento da Orquestra Municipal de Sopros de Caxias do Sul e o mesmo formato de apresentações separadas e juntas ao final.     

não_publicada Andre Mehmari Fonte: Divulgação
André Mehmari se apresenta com a Orquestra Municipal de SoprosFoto: Divulgação / Ver Descrição

Shows voltam a ser gratuitos

Duas das principais novidades do festival que ocorre desde 2013 têm a ver com o reforço do duplo financiamento para esta edição, que à Lei Municipal de Incentivo à Cultura soma agora o edital Pró-Cultura RS, da Secretaria Estadual de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer. Com recursos mais robustos, as apresentações voltarão a ser gratuitas, a exemplo do que ocorreu nas três primeiras edições. Outra inovação, que também ajudou a incrementar o elenco da sexta temporada, foi a realização de uma chamada pública para escolha de sete das 13 atrações. O número de inscritos impressionou: 180 artistas responderam ao edital, o que provocou uma dificuldade ainda maior de escolher.

– Ficamos surpresos por ter um número tão grande de inscritos, mas isso reforça a força da música instrumental no Brasil e na América Latina, com tantos grupos fazendo um trabalho sério. Acho que nestes seis anos conseguimos ajudar a fazer com que o público da nossa cidade se interessasse por esse tipo de sonoridade, que é um pouco menos popular, mas que através do acesso democrático pode chegar a mais gente. Acho que estamos no caminho certo – salienta Juliana Pandolfo.

O Tum Tum tem patrocínio da Kidelizz, apoio cultural das empresas Metadados e Unimed Nordeste RS e parceria do Instituto Tarcísio Michelon, Aspen Hotéis, Edicopy Gráfica, Golden Gráfica Digital, Transfer RS, Turisreal, Restaurante Zanuzi e Zarabatana Café.

Programação completa

08 de julho de 2018, 19h
Teatro Municipal Pedro Parenti
Sandro Cartier (RS) e Tambores Urbanos (BA)

05 de agosto de 2018, 19h
Teatro Municipal Pedro Parenti
Tango Duo - Maurício Marques & Carlitos Magallanes (RS) e El Club de Tobi (Uruguai)

02 de setembro de 2018, 20h
Teatro Municipal Pedro Parenti
Kiai Grupo e Paola Kirst (RS)

14 de outubro de 2018, 20h
Teatro Municipal Pedro Parenti
Hamilton de Holanda Trio (DF)

18 de novembro de 2018, 20h
Teatro Municipal Pedro Parenti
Orquestra Municipal de Sopros de Caxias do Sul convida André Mehmari (Caxias do Sul e SP)

27 de janeiro de 2019, 16h
Centro Municipal de Cultura Henrique Ordovás Filho
Uiliam Michelon Quarteto (RS) e ATR Aeromoças e Tenistas Russas (SP)
+
Prática de yôga e Feira Sustentável

24 de fevereiro de 2019, 16h
Centro Municipal de Cultura Henrique Ordovás Filho
Nacion Ekeko (Argentina) e Klesmeron Orkestra Finoli (Uruguai)
+ Prática de yôga e Feira Sustentável

Todas as apresentações são gratuitas (é sugerida a entrega de um quilo de alimento na entrada)

Leia também
Festival Colonial de Garibaldi ocorre no próximo fim de semana com farta gastronomia
Caxiense fará transplante de células-tronco em SP
Série da semana: Assista "The Crown"



 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros