Frei Jaime: entre uma alegria e outra - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião 29/06/2018 | 06h20Atualizada em 29/06/2018 | 06h20

Frei Jaime: entre uma alegria e outra

Nossa responsabilidade é viver e bem!! Vamos lá! 

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Acordando aos poucos... a semana já quer se despedir... Ah, o mês de junho também se abraçou com a pressa: hoje é o penúltimo dia... Meio ano praticamente já se foi... O tempo passa: este é seu papel. Nossa responsabilidade é viver e bem!! Vamos lá! 

O sofrimento é o intervalo entre duas alegrias.” (Vinícius de Moraes). 

Leia mais:
Frei Jaime: o sol lá fora
Frei Jaime: incontáveis pensamentos

Para alcançar serenidade aos dias é importante saber viver. A maior preocupação paira sobre o fazer e a respectiva aquisição de coisas materiais. A busca pelo conhecimento nem sempre privilegia uma maior qualidade de vida, mas o aumento da capacidade de consumo. O ato de gostar de viver depende muito da compreensão que cada um tem da própria vida. Sem propósito, a vida não se encontra com o entusiasmo e nem com a capacidade de superar-se. Entre uma alegria e outra, às vezes, o sofrimento se apresenta. Saber lidar com a dor é a melhor forma para ampliar a compreensão da própria missão neste mundo. Por outro lado, as pessoas só sabem que estão alegres e felizes porque, um dia, experimentaram o sofrimento e a tristeza. 

A alternância de sentimentos e de momentos pode ensinar e impulsionar a melhor parte da vida: não desistir de ser feliz. A alegria é uma realidade possível de ser acessada por todos. Da mesma forma, a tristeza se apresenta, cedo ou tarde, na vida de todos. O que cada um faz com a alegria ou com a tristeza vai determinar seu jeito de viver e a própria vibração. A pretensão de jamais experimentar as doloridas lágrimas não ajuda em nada. O ser humano deve provar de tudo um pouco: só assim será plenamente humano. Quem nunca experimentou a tristeza poderá ter dificuldade de saber o real significado da alegria. Os intervalos possibilitam diferentes olhares e favorecem profundas transformações.

 Faz bem respirar fundo e continuar a caminhada: as energias se renovam, a esperança adquire novas proporções, os caminhos apontam para o infinito. Saber viver é o aprendizado mais desejado e mais necessário, em tempos de contínuas e acentuadas transformações. Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!  

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros