Exposição "Apreensões da Paisagem subUrbana" abre nesta quarta, em Caxias  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Artes plásticas05/06/2018 | 08h00Atualizada em 05/06/2018 | 08h00

Exposição "Apreensões da Paisagem subUrbana" abre nesta quarta, em Caxias 

Obras do artista Bruno Eder poderão ser conferidas até dia 22 na Galeria de Arte do Campus 8

Exposição "Apreensões da Paisagem subUrbana" abre nesta quarta, em Caxias  Silvana Boone/divulgação
Ecletismo marca o trabalho do jovem artista, que se utiliza de colagens, costura e mistura de materiais Foto: Silvana Boone / divulgação
Maristela Scheuer Deves
Maristela Scheuer Deves

maristela.deves@pioneiro.com

As paisagens que se escondem no urbano e a delicadeza por vezes disfarçada na brutalidade do concreto são o mote da exposição Apreensões da Paisagem subUrbana, do artista plástico Bruno Eder, que será aberta nesta quarta-feira, dia 6, na Galeria de Arte do Campus 8 da UCS, em Caxias do Sul. 

A mostra traz cerca de 30 peças em diversos formatos, técnicas e materiais, da costura sobre tela ao concreto armado e à fotografia, além de uma projeção.

— A arte contemporânea dá essa liberdade de criar com várias linguagens, e gosto de experimentar. Desde que comecei na arte, lá por 2015, 2016, venho num processo evolutivo. A fase atual se insere no que chamo de "paisagens desentendidas", ou seja, naquilo que nem todos conseguem ver na paisagem urbana — explica Eder.

Exposição Apreensões da Paisagem subUrbana, de Bruno Eder, abre no dia 6 de junho no Campus 8 da UCS, em Caxias do Sul.
Inserção de imagens e de detalhes em estanho ajudam a suavizar a dureza do concreto armado, usado em esculturas tridimensionaisFoto: Bruno Eder / divulgação

Aos 21 anos, o também estudante de Arquitetura busca a beleza e a delicadeza dos detalhes em elementos à primeira vista brutais, como escombros, fios, ferrugem e pó. A curadora da exposição, Silvana Boone, destaca a peculiaridade desse modo de ver o espaço urbano:

— Eder é um jovem artista com um olhar muito interessante sobre o mundo. Para ele, tudo vira paisagem, e o abstrato vira concreto — analisa Silvana.

Uma das características do trabalho do artista, acrescenta a curadora, é a tridimensionalidade, com a utilização de blocos de concreto nos quais insere imagens tratadas digitalmente. Essas peças são as mais recentes, fruto da evolução constante do fazer artístico.

Sobre a influência da arquitetura no seu trabalho com arte, Eder acredita que ela existe, sim, principalmente na maneira de ver a cidade. A simetria, o uso de materiais e o gosto por linhas e pela temática urbana são outros pontos em que os dois campos se interligam.

Apreensões da Paisagem subUrbana é a primeira mostra individual de Eder. Ela havia sido programada para, após o período no Campus 8, ser levada à Galeria Cubo. Com o fechamento desse último espaço, em meados de maio, agora está sendo negociada a itinerância para outros locais. No Campus 8, a exposição poderá ser visitada até o dia 22.

Após a abertura da mostra, haverá conversa com o artista e a curadora, na Galeria de Arte.

Agende-se

O quê: exposição Apreensões da Paisagem subUrbana, de Bruno Eder.

Quando: abertura quarta, dia 6, às 19h40min. Visitação até dia 22, de segunda a sexta, das 8h às 22h30min.

Onde: na Galeria de Arte do Campus 8 da UCS (Avenida Frederico Segala, 3.099 - Samuara), em Caxias do Sul.

Quanto: entrada franca.

Grupos: visitas de escolas e grupos devem ser agendadas pelo telefone (54) 3289-9000, com Rosiana.

Leia também:
Agenda: "Lendas de Enganar a Morte" será encenada nesta quarta, em Caxias
Marcos Kirst: a bordo da nau de Bosch
Hamilton de Holanda Trio e André Mehmari encabeçam a programação do Tum Tum Instrumental 2018, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros