Encontro de meditação e práticas espirituais para mulheres ocorre neste fim de semana, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Espiritualidade21/06/2018 | 08h15Atualizada em 21/06/2018 | 08h15

Encontro de meditação e práticas espirituais para mulheres ocorre neste fim de semana, em Caxias do Sul

Monja taiwanesa Didi Ananda Sushiila irá comandar as práticas, que ocorrem de forma coletiva no sábado, e individual no domingo

Encontro de meditação e práticas espirituais para mulheres ocorre neste fim de semana, em Caxias do Sul Claudia Baartsch/Agencia RBS
Monja Didi Ananda Sushiila é uma das responsáveis por difundir a filosofia indiana Ananda Marga em diversos países, entre eles o Brasil Foto: Claudia Baartsch / Agencia RBS

Sagrado Feminino é um conceito que trabalha a questão do empoderamento das mulheres através do resgate do seu papel protagonista na sociedade, considerando sua energia, sexualidade e saberes ancestrais. Trata-se de um reencontro com a essência encoberta por uma sociedade que fez as mulheres lutarem para conquistar direitos iguais, tornando-as, sob alguns aspectos, mais “masculinas”. Necessária, essa luta tem como contraponto a necessidade de redescobrir o respeito à feminilidade. A reconexão com o Sagrado Feminino irá permear o encontro de meditação e práticas espirituais para mulheres que ocorre neste fim de semana no Espaço de Yoga e Bem-Estar Vita Zen, em Caxias do Sul, com a presença da monja taiwanesa Didi Ananda Sushiila. 

Radicada em Porto Alegre desde 2008, Didi Sushiila é guia espiritual da filosofia Ananda Marga, surgida na índia nos anos 1950 e presente no Brasil desde os anos 1970. Em sua atuação, ministra treinamentos de yoga e encontros de meditação e danças circulares, muitas  vezes voltado para mulheres. 

Será o caso da passagem por Caxias do Sul, em que transmitirá seus ensinamentos de forma coletiva, no sábado, e individual no domingo (esta gratuita, mediante agendamento prévio de horário). Trata-se de uma oportunidade de conhecer de perto o trabalho que a monja desenvolve na Ásia e na América do Sul, ajudando a despertar a espiritualidade em países como Singapura, Malásia, Vietnam, Paraguai e Argentina, além de diversas regiões do Brasil.

– Tradições milenares como as que trabalhamos aqui na escola, que são a yoga, a ayurveda e o tantra yoga, nos trazem muito essa questão de valorizar o que é masculino e feminino sem distinção de gênero, mas com a unicidade que cada ser humano tem. Quando as mulheres se reúnem, assim como os homens, há uma partilha muito bonita. O fato de ver a si mesmo no outro e ter o outro como um espelho faz com que haja empatia, compaixão e autoconhecimento. O objetivo é potencializar o amor por si mesmo e ver na outra mulher uma irmã, alguém a se ter como um apoio, alguém para contar – destaca a instrutora de yoga e anfitriã do Vita Zen, Daiane Sachett (nome espiritual Devii).

Serviço
O curso ocorre das 9h às 18h de sábado, com custo de R$ 125 por pessoa. Inscrição ou agendamento da consulta individual, no domingo, podem ser feitos pelo telefone  (54) 3533.6519 ou pelo WhatsApp (54) 99175.0413. O Vita Zen fica na Rua Guido D’Andrea, 289, bairro Marechal Floriano.

Leia também
3por4: Garibaldense Lela Rosanelli grava com Duca Leindecker
Agenda: longa Piuma, do diretor Roan Joohnson, terá sessão gratuita em Bento Gonçalves

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros