Frei Jaime: em busca da confiança - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião08/05/2018 | 05h40Atualizada em 08/05/2018 | 05h40

Frei Jaime: em busca da confiança

A maior parte dos momentos da vida passa pela convivência

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Acordando aos poucos... reunindo energias para dar conta de um novo dia! Recomeçar é uma oportunidade única... quanto ao humor, a gente dá um jeito... Depois dos primeiros passos, tudo se harmoniza... Vamos lá! 

"A confiança não nasce pronta. Ela é construída. Quanto mais vivemos novos desafios, mais vamos tendo consciência da nossa capacidade de acreditar no outro e em nós mesmos."

A maior parte dos momentos da vida passa pela convivência. Viver é estar lado a lado, em contínuas trocas, no fortalecimento de laços, amenizando os sofrimentos, administrando os contratempos. Com algumas pessoas, os pensamentos se encontram, as palavras se complementam, com outras, vogais e consoantes são insuficientes, pois são necessárias muitas palavras, longas explicações, exigentes silêncios. Simpatia e antipatia se alternam, quase sempre distantes da racionalidade, sob o ímpeto do inconsciente. Porém, a confiança é de suma importância para que aconteça a comunhão e a fraternidade. Confiar nas outras pessoas não pode ser uma alternativa, pois é condição para estabelecer parcerias, encontros, diálogos, atividades. 

O mundo carece de confiança. Alguns insistem que a melhor atitude é confiar desconfiando. Impossível ser verdadeiramente confiante e transparente, sendo portador de uma dose, mesmo que pequena, de desconfiança. A confiança é uma preciosidade, que brota do coração de cada um. O primeiro passo na construção da confiabilidade é voltar-se para si mesmo: a autoconfiança é a base para ir ao encontro do outro. Se houver uma pitada de desconfiança, o desconforto se impõe. O fluxo das atividades e dos compromissos passa pelo ato de confiar na outra pessoa ou no grupo. Quem abre excessivo espaço para a desconfiança, não consegue chegar a lugar nenhum. 

No interior de alguns lares a desconfiança tem feito muitos estragos. A paz anda fragilizada por falta de confiança. Quando a confiança é abalada, também a felicidade começa a se despedir. Em tempos de contínuos lançamos tecnológicos, é urgente recuperar a confiança para dar conta do valor da vida e da importância da convivência. Que a fraternidade resulte da construção da confiança. 

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraço!

Leia também
3por4: Ajude o projeto Lareirau, de São Francisco de Paula, a ir para Liverpool
Na cozinha: aprenda a fazer rolinho de camarão
"Falo com muito orgulho que sou rapper". Confira entrevista com Chiquinho Divilas, que inicia projeto nas escolas de Caxias
3por4: promoção vai levar cinco amigos para assistir o Ultramen de graça, em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros