Primeira edição do Festival de Danças Tradicionais reúne os estilos de dança Enart e Fedagan, neste final de semana, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Tradicionalismo06/04/2018 | 15h30Atualizada em 06/04/2018 | 16h24

Primeira edição do Festival de Danças Tradicionais reúne os estilos de dança Enart e Fedagan, neste final de semana, em Caxias

Organizado pelo CTG Campo Dos Bugres, o encontro será nos Pavilhões da Festa da Uva, sábado e domingo

Primeira edição do Festival de Danças Tradicionais reúne os estilos de dança Enart e Fedagan, neste final de semana, em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

É com a ambição de se tornar o maior encontro de danças regionais do Estado que surge em Caxias do Sul o Festival de Danças Tradicionais, cuja primeira edição será neste fim de semana, nos Pavilhões da Festa da Uva. Organizado pelo CTG Campo Dos Bugres, o encontro irá unir dois estilos de dança antagônicos: o Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart) e o Festival Gaúcho de Arte e Tradição (Fegadan). Com pelo menos 118 grupos de diversos estados brasileiros confirmados na mostra competitiva, o festival reunirá cerca de 2,5 mil dançarinos e espera por algo em torno de 15 mil espectadores, entre familiares e comunidade em geral. 

Patrão do CTG Campo dos Bugres e ex-presidente do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Manoelito Savaris explica que o festival surge após a inviabilidade de realizar o tradicional rodeio da entidade, por falta de incentivo da prefeitura — que na atual gestão optou por não arcar com o aluguel da cancha do Parque de Eventos Mário Bernardino Ramos. 

—  Nossa intenção é não deixar apagar a chama do rodeio. Se tivermos um bom retorno de público, pretendemos que ele se torne anual. Faríamos a mostra artística anualmente e o rodeio, incluindo a parte campeira, a cada dois ano — projeta. 

Dos quase 120 CTGs já inscritos para participar nas categorias mirim, juvenil adulto e veterano, cerca de 30 delas são de Caxias do Sul. O patrão do Campo dos Bugres destaca que não esperava uma adesão tão grande logo na primeira edição, que começou a ser organizada há menos de um ano, viabilizada pela Lei Federal de Incentivo à Cultura.

— A gente imaginava ter no máximo uns 70 ou 80 grupos, mas o interesse em participar foi muito grande. Em termos de grupos de dança, será sem dúvida alguma o maior evento já realizado no Rio Grande do Sul. O Enart pode reunir um pouco mais (grupos), mas em suas diferentes etapas, não final. Reunir 120 CTGs em dois dias é algo inédito — destaca Savaris.

As apresentações ocorrerão em dois palcos simultâneos. Haverá praça de alimentação, área de acampamento, venda de produtos gauchescos e mateada permanente com água quente e erva-mate servida nas cuias gratuitamente. 

Fegadan x Enart

 Santa Cruz do Sul, RS, Brasil 15/11/2014Apresentação do CTG Campo do Bugre no Encontro de Arte e Tradição ENART em Santa Cruz do Sul (FelipeNyland/Especial)
Foto: Felipe Nyland / Especial

Na comunidade tradicionalista gaúcha, o primeiro Festival de Danças Tradicionalistas já é considerado um divisor de águas por colocar frente a frente dois estilos de dança que se contrapõem, o Enart e o Fegadan, com palcos simultâneos. Enquanto o primeiro é consagrado como o maior encontro de danças gauchescas, o segundo tem seu primeiro encontro justamente em Caxias, em 2014 (durante a gestão de Manoelito Savaris no MTG). O Fegadan surge diante da necessidade percebida por diversos CTGs de retomar algumas características do nosso folclore, principalmente a espontaneidade  até um certo amadorismo que teriam se perdido conforme o Enart se tornou cada vez mais técnico e profissional, ao priorizar o show e a performance. 

Enquanto o Enart é resultado das contribuições de diversos pesquisadores e fundamentalistas, para o surgimento do Fegadan serviram como inspiração as pesquisas dos folcloristas João Carlos Paixão Côrtes e Barbosa Lessa, pilares do tradicionalismo. Em suas obras, Côrtes e Lessa descrevem as formas de cantar, tocar, vestir e bailar nossos ritmos regionais. São essas características primordiais, que também podem ser consideradas mais conservadoras, que o Fegadan busca perenizar, com regulamento próprio reconhecido pelo MTG.

— O Enart surge baseado na obra do Paixão Côrtes, mas com o tempo diversos congressos e conferências promovem alterações na forma de apresentação. O Fegadan tem como critério de avaliação tão somente a obra do Paixão, que se preocupa mais com o folclore do que com a parte artística. É a mesma música e, para os leigos, pode parecer até a mesma dança. Mas há diferenças, como, por exemplo, as coreografias de entrada e saída, que só existem no Enart e não no Fegadan — explica Tomás Savaris, coordenador técnico do Festival. 

Convidados uruguaios

Além da mostra competitiva, o público poderá conferir a apresentação do Ballet Folklórico Departamental de Tacuarembó Rumbo Norte, do Uruguai. O grupo foi o vencedor da última edição da Fiesta de la Patria Grande, concurso nacional de danças do país vizinho, em fevereiro deste ano. Em seus espetáculos, os artistas apresentam coreografias que remetem ao século 19 e se tornaram parte do folclore uruguaio. 

A comitiva virá com 11 integrantes para duas apresentações no Festival de Danças Tradicionais (um dos prêmios recebidos pela conquista recente). A primeira será no sábado, às 18 horas. A segunda no domingo, às 11h. Manoelito Savaris destaca que a intenção do Festival para edições seguintes é poder promover uma integração ainda maior com outros países:

— Esse ano temos um grupo de fora , ano que vem já queremos ter dois ou três, quem sabe até da Europa. É um evento com potencial para se tornar importante para a economia e para o turismo de Caxias do Sul, uma vez que 70% dos participantes vêm de fora da cidade.

PROGRAME-SE

O quê: 1º Festival de Danças Tradicionais
Quando: Sábado, a partir das 14h, e domingo, a partir das 9h

Mostra competitiva:
Sábado, 14h30min: categorias mirim e juvenil
Domingo, 9h: categoria veterana
Domingo, 13h: categoria adulta

Ballet Folklórico Rumbo Norte:
Sábado, 18h, e domingo, 11h
Onde: Pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul
Quanto: R$ 5
Mais informações: www.campodosbugres.blogspot.com.br

Leia Também:
Casal da Serra que está dando a volta ao mundo desde 2016 fala da viagem
Conheça Tauana Stieve, representante de Caxias do Sul na final do Miss Rio Grande do Sul 2018
Nivaldo Pereira: o céu das culturas



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros