Nivaldo Pereira: Dentro do Fogo - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião13/04/2018 | 15h25Atualizada em 13/04/2018 | 15h29

Nivaldo Pereira: Dentro do Fogo

Anti-herói da canção, "meio bossa nova e rock and roll", Cazuza é a chama viva de Áries, que, ao abrir caminhos, louva a coragem de ser o que se é

Nivaldo Pereira: Dentro do Fogo Charles Segat/Charles Segat
Foto: Charles Segat / Charles Segat
Nivaldo Pereira
Nivaldo Pereira

nivaldope@uol.com.br

Ariano intenso, o cantor Cazuza faria 60 anos em 2018. Se a vida louca não se fizesse tão breve, se o espírito indomável tivesse refreado o próprio ímpeto extremo ou se tivesse havido a sorte de um amor tranquilo, talvez ele estivesse por aí, vivo, perto do fogo, no embalo de alguma rede. Mas não seria mais Cazuza, esse risco de cometa no céu, esse molde do viver as coisas todas de um tempo que não para, esse legado permanente e alucinado de rasgar a noite careta pro dia nascer feliz. Não seria o mito que vive.

Sempre ao próprio modo, Áries espelha a figura do herói: viver é ultrapassar-se. Cazuza viveu dentro do fogo, porque era duplo fogo de Áries com ascendente em Sagitário. Exagerado, sim, sem tempo a perder. “Pra mim é tudo, ou nunca mais”, cantou ele. Foram mais de 200 canções em apenas dez anos de carreira, até ser consumido pela Aids, aos 32 anos.

Além da alta voltagem ígnea, as intensidades desse carioca que cresceu entre artistas – o pai era produtor musical – aparecem em outros aspectos tensos de seu mapa astrológico. Seu regente, Marte, em Aquário, estava em oposição a Urano, indicando os traços do ríspido rebelde, impaciente e desafiador das normas. Isso também o conectou a temas de impacto coletivo, como a sexualidade sem amarras, ou o grito político que denunciou as piscinas cheias de ratos do poder. E berrou, com voz rascante: “Brasil, mostra tua cara!”.

Vênus, oposto a Plutão, era a paixão visceral de furar o dedo em pacto de sangue, um amor de “ganhar ou perder sem engano”, um amor de “canibais de nós mesmos, antes que a terra nos coma”. E contra o tédio, “algum veneno antimonotonia”. E havia a Lua cheia em Libra, sugerindo também uma faceta algo doce e romântica. Por detrás das defesas ariscas de quem queria ser dono de si, havia o sonho do amor com sabor de fruta mordida. Tudo era por “todo amor que houver nessa vida”.

Anti-herói da canção, “meio bossa nova e rock and roll”, Cazuza é a chama viva de Áries, que, ao abrir caminhos, louva a coragem de ser o que se é.

Leia Também:
Casal da Serra que está dando a volta ao mundo desde 2016 fala da viagem
Conheça Tauana Stieve, representante de Caxias do Sul na final do Miss Rio Grande do Sul 2018
"A receita infalível para criar um imbecil é mimá-lo", diz Leandro Karnal em passagem por Garibaldi
Próspera e (ainda) atrativa: relembre a passagem de caxienses pelo Balneário de Camboriú, em Santa Catarina
Conheça o morador de Caxias do Sul que participou das eliminatórias do MasterChef Brasil 2018 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros