Livro de contos "Na Língua Delas" será lançado nesta sexta-feira, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Literatura06/04/2018 | 08h00Atualizada em 06/04/2018 | 08h00

Livro de contos "Na Língua Delas" será lançado nesta sexta-feira, em Caxias do Sul

Temática feminina domina a obra da escritora caxiense Maria Helena Weber

Livro de contos "Na Língua Delas" será lançado nesta sexta-feira, em Caxias do Sul Sandra M.L.P. Gonçalves/divulgação
Professora da UFRGS autografa seu terceiro livro de contos, com histórias criadas a partir da observação do cotidiano Foto: Sandra M.L.P. Gonçalves / divulgação
Maristela Scheuer Deves
Maristela Scheuer Deves

maristela.deves@pioneiro.com

Uma escritora assombrada por mulheres que querem ter suas histórias contadas. Uma idosa que reflete sobre a vida enquanto espera uma casa de grande valor emocional ser demolida. Uma mulher que revive a humilhação do ex-marido, para quem ela era quase uma peça decorativa. Uma grávida com desejos estranhos. Essas e outras mulheres circulam pelas páginas de Na Língua Delas (Modelo de Nuvem, 176págs., R$ 44,90), livro de contos que a escritora Maria Helena Weber autografa nesta sexta-feira, em Caxias do Sul.

— São histórias de afetos, de mulheres, de relacionamentos; relacionamentos doloridos, agradáveis, perversos — sintetiza a autora, natural de Caxias e radicada em Porto Alegre, onde atua como professora e pesquisadora na UFRGS.

Essa não é a primeira vez que Maria Helena trabalha a temática do feminino: foi assim também em suas obras de contos anteriores, Memórias na Pele (1989) e Mulheres da Vida (2008). Mesmo quando o narrador é homem, é sempre seu olhar — o olhar de uma mulher — que vai contando a história. O conto de abertura, A Língua Delas, é uma metáfora dessa necessidade de escrever, de contar, pautada na observação do cotidiano:

— O que me interessa muito é o jeito que as pessoas vivem, seus afetos, seus amores. Quem escreve sempre vai roubando pedaços, para depois juntar tudo num quadro, numa colcha de retalhos — define, acrescentando que nunca faz nada totalmente ficcional.

O conto Duas Anas, por exemplo, partiu da revelação de uma amiga de que, quando grávida, tinha vontade de comer talco. Do Outro Lado da Rua, uma das duas histórias "caxienses" que integram o livro (a outra é Maria de Lourdes, homenagem a uma tia), nasceu da lembrança de quando morava na Avenida Itália e observava as janelas de uma casa em frente.

— Quando iam derrubar a casa da minha avó, eu me peguei pensando "o que será que as pessoas que moram ali na frente vão pensar o dia em que derrubarem a casa". E a partir daí, desses detalhes, como enxergar uma mulher na janela, saiu o conto.

Ao todo, Na Língua Delas traz 14 contos, sendo os três últimos — Impedida, Desnorteado e Promessa — uma história só, embora possam ser lidos separadamente. Já Modos de Amar e Trair se desdobra em cinco microcontos, ampliando o universo de personagens.

Maria Helena é autora também de dois livros de poesia e de duas obras científicas.

Capa do livro de contos Na Língua Delas, de Maria Helena Weber
Capa do livro, lançado pela Modelo de NuvemFoto: reprodução / reprodução

Agende-se

:: O quê: lançamento do livro de contos Na Língua Delas, de Maria Helena Weber.

:: Quando: nesta sexta-feira, às 18h30min.

:: Onde: na Do Arco da Velha Livraria e Café (Rua Dr. Montaury, 1.570), em Caxias do Sul.

:: O livro: Modelo de Nuvem, 176págs., R$ 44,90.

Leia também:
Entenda os cuidados extras que a pele exige no inverno
Téti Festival terá 12 dias de atrações culturais para crianças, em Caxias do Sul
"Corpo Oculto": Elisa Zattera reflete sobre a existência humana em exposição na Galeria Gerd Bornheim, em Caxias
Mostra "Incorpóreo/Transitório" pode ser conferida no Campus 8 da UCS, em Caxias
De repente, miss

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros