Livro "A Árvore de Colher Estrelas" será lançado na sexta-feira, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Literatura11/04/2018 | 08h00Atualizada em 11/04/2018 | 08h00

Livro "A Árvore de Colher Estrelas" será lançado na sexta-feira, em Caxias do Sul

Escrita por Elvio Gonçalves e ilustrado por Ernani Carraro, obra aborda a importância da cultura

Livro "A Árvore de Colher Estrelas" será lançado na sexta-feira, em Caxias do Sul Porthus Junior/Agencia RBS
Elvio (à direita) e Ernani Carraro estarão no Zarabatana Café autografando o livro, voltado ao público infantojuvenil Foto: Porthus Junior / Agencia RBS
Maristela Scheuer Deves
Maristela Scheuer Deves

maristela.deves@pioneiro.com

Numa pequena cidade, mora João. Sua vida se resume a carimbar papéis numa repartição pública, até que, um dia, uma trupe de artistas visita o lugar e um deles lhe dá a semente de uma árvore diferente. Cultivada com carinho (embora olhada com desconfiança por muitos), essa árvore irá transformar o cotidiano de João e lhe ensinar a sonhar. Assim, num tom quase de fábula, se constrói a história de A Árvore de Colher Estrelas (Voxmidia, 48págs., R$ 40), livro infantojuvenil que o escritor e publicitário Elvio Gonçalves autografa na sexta-feira, em Caxias do Sul.

Seguindo o tradicional esquema de história dentro da história — tudo começa numa Feira do Livro, quando um grupo de estudantes ouve de um contador a história de João —, a trama encanta e vai além, configurando-se numa metáfora para o atual momento da cultura na cidade e no país:

— Há na sociedade toda uma discussão sobre para que serve a cultura, da mesma forma como a cidade também tem uma relação utilitária com as árvores. Como se embelezar, ou fazer pensar, não fosse o suficiente — pondera Elvio sobre a inspiração para o livro.

O resultado não é panfletário, e sim lúdico. Nas páginas, acompanhamos a transformação de João enquanto ele planta a árvore, a vê crescer e a defende daqueles que a criticam por não dar sombra, frutos ou madeira. Com ela, reaprende a sonhar, e passa a ver sua cidadezinha com outros olhos.

— A cultura nos faz sonhar com algo melhor, nos faz olhar para os outros e nos dá a sensação de pertencimento — resume o autor, que está no seu segundo livro (o primeiro, Trazmundo e Pegavento, para o público adulto, foi lançado em 2015).

O texto de Elvio ganhou o colorido dos traços do ilustrador e designer Ernani Carraro, que, mais do retratar a história, procurou acrescentar algo mais a ela:

— A árvore, para mim, é o personagem principal. Eu queria criar uma árvore que fosse diferente, que passasse a ideia de diversidade, de algo ainda não conhecido. Ela precisava fazer uma mudança na cabeça de João, emocioná-lo — diz Ernani, que já levou um troféu Açorianos com seu trabalho de design gráfico.

Assim, a arte do texto se une à arte da ilustração, num livro sobre o poder transformador de todas as artes. Apenas uma semente, mas que, bem cultivada, pode dar ótimos frutos.

Referência

Numa homenagem extra às artes, a última ilustração do livro faz referência ao quadro Vive la Paix, do pintor Pablo Picasso.

Agende-se

:: O quê: lançamento do livro A Árvore de Colher Estrelas, de Elvio Gonçalves.

:: Quando: sexta, dia 13, às 18h30min.

:: Onde: no Zarabatana Café, no Centro de Cultura Ordovás (Rua Luiz Antunes, 312), em Caxias do Sul.

:: O livro: Voxmidia Editora, 48págs., R$ 40.

Leia também:
Festival de Danças Tradicionais reúne mais de 10 mil pessoas em Caxias do Sul
3por4: Conheça o projeto Caixa Acústica, novidade encabeçada pelo Sesc Caxias
3por4: Artista caxiense Fábio Panone Lopes lança galeria virtual de obras

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros