Frei Jaime: nem todos aprendem o valor do silêncio - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião13/04/2018 | 06h15Atualizada em 13/04/2018 | 06h15

Frei Jaime: nem todos aprendem o valor do silêncio

Em alguns períodos, as atenções privilegiam a exterioridade

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! Acordando calmamente... A semana já vai adiantada... Os dias seguem normalmente... A vida também segue serenamente. Como é bom ter paz! 

"Cair em si é a única queda que te põe para cima." 

A maturidade chega a todo instante. É um processo. Ninguém amadurece de um dia para o outro. Os sinais da visita da sabedoria são muitos. É impressionante perceber como o turbilhão de sentimentos vai abrindo espaço para verdades que passam a sustentar a existência, estampando convicções. A vida é uma notável construção. Em alguns períodos, as atenções privilegiam a exterioridade. Os movimentos de saída são em maior quantidade que os momentos de retorno. Nem todos aprendem o valor do silêncio, do ato de recolher-se, do aconchego. 

Auxiliados pelas redes sociais, a maioria nunca está ‘em casa’: prefere navegar em outras direções e dimensões. Consequentemente estão mais propensos à fragilidade, pois falta consistência e evidências. Cedo ou tarde, todos caem. Por mais que a atenção esteja de prontidão, os tropeços são sucessivos, os obstáculos continuam disfarçados. Quando o rosto encontra o chão, a dor é inevitável. Porém, há uma queda que propicia um indescritível reerguimento: ‘cair em si’. Como faz bem ‘despencar’ até encontrar a humildade, a simplicidade, a autenticidade. Cair em si mesmo é o único jeito para elevar-se e chegar à altura da dignidade humana. Sim, a humanização é feita também de quedas. Aparentes derrotas são praticamente essenciais para garantir o alcance da meta. 

Quantos sonhos deixam de serem sonhados unicamente por não haver flexibilidade ou aceitação de determinadas restrições. Até o orgulho não nasce do nada. É uma permissão consciente ou inconsciente. Uma pessoa torna-se orgulhosa quando aceita afastar-se da humildade. São muitos os que só aprendem mesmo depois de duras quedas. A dor é mestra, principalmente àqueles que pouco entendem de amor. Cair em si é encontrar-se com a essência, para abraçar a excelência. 

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços! 

Leia também
Veja quem são os 10 mil gaúchos que foram convocados pelo INSS para revisão de benefícios
Serra precisa de investimentos de quase R$ 6 bilhões em logística até 2039, aponta estud

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros