Frei Jaime: demora, mas é possível tomar consciência de que cada um oferece somente o que tem - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião12/04/2018 | 06h30Atualizada em 12/04/2018 | 06h30

Frei Jaime: demora, mas é possível tomar consciência de que cada um oferece somente o que tem

A convivência só se harmoniza quando a compreensão entra em ação

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

Bom Dia! A luz de um novo dia nos convida para recomeçar... É sempre muito bom acordar, levantar, caminhar... A vida é feita também de movimentos e sentimentos! Vamos lá! 

"Então, você aprende que cada um oferece o que tem. E você para de revidar, de se preocupar e de se abalar." 

As trocas diárias envolvem as diversas formas de comunicação. As palavras também 'falam', mas não são as únicas que expressam o que vai lá pelas profundezas do ser. Um olhar, um gesto, uma atitude: tudo fala. É muito importante conhecer os contextos e entender porque tal palavra foi dita daquela forma. Demora um tempo, mas é possível tomar consciência de que cada um oferece somente o que tem. De nada adianta aguardar um formato ideal de retorno, se a outra pessoa não tem capacidade de expressar-se de outra maneira. Conhecer o interlocutor é condição para garantir uma comunicação com maior fluidez. O importante é não abalar-se por palavras que causaram ruído ou machucaram não somente o parelho auditivo, mas também o coração. Não convém desperdiçar tempo revidando, respondendo 'à altura', tentando "tirar a limpo". 

A convivência só se harmoniza quando a compreensão entra em ação. Não concordar com algumas coisas é até normal. Desgastar-se emocionalmente, remoendo sílabas e palavras, em nada acrescenta. Pelo contrário, quem se deixa machucar facilmente, sofre sem necessidade. Não são poucos os momentos em que as palavras deixam de ser importantes e cedem lugar para o silêncio. Diante do excesso de consoantes e vogais, faz bem inclinar a cabeça e permitir que os pensamentos e sentimentos encontrem um lugar para uma breve pausa. 

Não deixar-se machucar por palavras desconexas e não proferir expressões que tornem dolorido o coração do outro, é uma virtude a ser alcançada. É evidente que alguns ruídos sempre acontecerão. No entanto, é significativo aprender a não revidar e a não se abalar por coisas simples. Afinal, sempre foi assim: cada um oferece o que tem. Ainda bem que tem gente oferecendo muita paz e muito amor. 

Bênçãos! Paz & Bem! Santa Alegria! Abraços!

Leia também
Veja quem são os 10 mil gaúchos que foram convocados pelo INSS para revisão de benefícios
Serra precisa de investimentos de quase R$ 6 bilhões em logística até 2039, aponta estud

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros