"Corpo Oculto": Elisa Zattera reflete sobre a existência humana em exposição na Galeria Gerd Bornheim, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Artes Visuais05/04/2018 | 08h00Atualizada em 05/04/2018 | 08h00

"Corpo Oculto": Elisa Zattera reflete sobre a existência humana em exposição na Galeria Gerd Bornheim, em Caxias

Artista expõe pela primeira vez individualmente na cidade

"Corpo Oculto": Elisa Zattera reflete sobre a existência humana em exposição na Galeria Gerd Bornheim, em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Apaixonada pelo abstracionismo, Elisa convida espectador a refletir sobre inquietações Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Curador da mostra que abre nesta quinta-feira na Galeria Municipal Gerd Bornheim, em Caxias do Sul, o artista plástico uruguaio Luis Mario Cladera é preciso ao descrever o trabalho de Elisa Zattera:

– Não há peso. Os vazios preenchem o espaço mais do que a matéria.

É esse o questionamento que a artista caxiense propõe ao público na exposição Corpo Oculto, na qual ela apresenta um conjunto de 15 esculturas construídas a partir de diferentes técnicas e matérias-primas. Apaixonada pelo abstracionismo e sempre procurando fugir do óbvio, Elisa convida o espectador a uma reflexão a respeito do ser humano  e suas inquietações. Daí os vazios que tomam conta das peças em exposição, algumas deles produzidas há cerca de uma década.

– Embora normalmente associem as formas curvas à mulher, não é só o feminino que está aqui presente – afirma ela.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 03/04/2018. Exposição de esculturas Corpo Oculto, da artista Elisa Zattera, na Galeria Municipal de arte Gerd Bornheim. (Diogo Sallaberry/Agência RBS)
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Única, cada obra é produto de um estudo minucioso que começa com a confecção de uma miniatura em massa de modelar e evolui para a pesquisa de elementos como metal, resinas, fibra de vidro e a definição das cores. Somente a partir disso é que Elisa parte para a construção da peça final.

Imponentes (uma das peças mede 1m60cm de altura e outra, suspensa ao fundo da sala, 2m80cm de comprimento), são obras que transmitem a sensação de delicadeza, evidenciada pela suavidade das linhas que as contornam. Muito apropriado quando se trata de metáforas à existência humana. Ainda assim, Elisa diz que cada um fará sua leitura, baseado em suas experiências pessoais.

– O artista sempre está querendo passar algo, mas não tem a intenção de que as pessoas tenham a mesma interpretação que ele – reflete Elisa, creditando à maturidade artística o fato de estar expondo individualmente pela primeira vez somente 18 anos depois de sua graduação em Artes Plásticas pela UCS.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 03/04/2018. Exposição de esculturas Corpo Oculto, da artista Elisa Zattera, na Galeria Municipal de arte Gerd Bornheim. (Diogo Sallaberry/Agência RBS)
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Programe-se
:: O quê: exposição Corpo Oculto, de Elisa Zattera.
:: Quando: abertura nesta quinta (5), às 20h. A visitação até 28 de abril, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 10h às 16h.
:: Onde: na Galeria Municipal Gerd Bornheim (Rua Dr. Montaury, 1.333, Centro - Caxias. (54) 3221.3697).
:: Quanto: entrada franca.

Leia também
3por4: Escritor vacariense lança livro sobre o Nenhum de Nós
Agenda: Humberto Gessinger faz show neste sábado, em Garibaldi
Téti Festival terá 12 dias de atrações culturais para crianças, em Caxias do Sul

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros