Conheça Tauana Stieve, representante de Caxias do Sul na final do Miss Rio Grande do Sul 2018 - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Mundo Miss30/03/2018 | 12h45Atualizada em 30/03/2018 | 12h45

Conheça Tauana Stieve, representante de Caxias do Sul na final do Miss Rio Grande do Sul 2018

¿Havia candidatas mais prontas, mas a Tauana é o diamante bruto a ser lapidado¿, destaca o coordenador regional do Miss RS

Conheça Tauana Stieve, representante de Caxias do Sul na final do Miss Rio Grande do Sul 2018 Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Após seis edições, Caxias do Sul volta a ter uma representante na final do concurso Miss Rio Grande do Sul, caminho para o Miss Brasil e Miss Universo. Aos 22 anos, contudo, Tauana Stieve sonha ir além. Quer ser a primeira representante de Caxias a conquistar o concurso desde que Ana Cristina Rodrigues trouxe a coroa para a Serra em 1969 (ela ficaria em terceiro lugar no Miss Brasil que consagrou Vera Fischer como campeã e representou o Brasil no Miss Mundo, que ocorria paralelamente). Com a confiança de quem superou o bullying na escola por ser mais magra e mais alta que os colegas, e jamais escondeu a origem simples, a moradora de São Luiz da 6ª Légua tem certeza que vai longe. 

Tauana nasceu em São Valentim, município de 3 mil habitantes próximo a Erechim. Tinha um ano de idade quando os pais migraram para Caxias em busca de oportunidades. Vitalino Stieve, frentista, e Silvana Stieve, diarista, não reuniram condições financeiras para permitir à primogênita investir na carreira de modelo, que muitos que deparavam com a beleza de Tauana atendendo atrás de balcões insistiam ser a sua vocação – e que para a loira de 1m77cm era um sonho acalentado desde a infância. 

– Desde os nove anos que sou fascinada por este universo miss, adorava desfilar e ensaiar discursos na frente do espelho. Cheguei a fazer alguns trabalhos esporádicos como modelo na adolescência, mas foram pouquíssimos – revela Tauana, que acompanha as últimas vencedoras do Miss Brasil ou Universo com o mesmo conhecimento que um fã de futebol conhece os principais jogadores. 

Foi num dia comum de trabalho como atendente em um posto de combustível às margens da BR-116, em Caxias, que Tauana finalmente se encontrou com o destino de miss, cerca de três meses atrás. Mesmo na impessoalidade do uniforme e do gorro usado pelos funcionários, o agente Jackson Balens identificou na jovem não apenas a beleza, mas a expressão e a postura que o fizeram apostar numa grande modelo. Ali, o estímulo para a bela correr atrás do sonho não veio como sugestão, mas como uma proposta prontamente aceita.

– Para descobrir uma nova modelo é preciso ter um olhar além, ver no que ela pode se transformar mesmo quando está com o uniforme da empresa ou com algumas acnes na pele. A Tauana tem altura, tem beleza, caráter e origem simples que é comum a muitas supermodelos. No primeiro contato, o que me chamou a atenção foi a simpatia, a forma espontânea como ela veio conversar. Ela tem tudo para se tornar uma grande modelo, pois se adapta muito bem a diferentes estilos de modelagem: fashion, comercial e miss – elogia o agente.

DIAMANTE BRUTO

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 23/03/2018. Miss Caxias do Sul escolhida através de casting, Tauana Stevie, 22, está entre as classificadas para a final do Miss Rio Grande do Sul. Conversamos com a jovem, que até dois meses atrás trabalhava como atendente em um posto de combustível.  (Diogo Sallaberry/Agência RBS)
Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Balens colocou Tauana em contato com o coordenador do Miss RS na Serra, Anderson Sassy. Era fase de escolha da representante da cidade no concurso, um casting que envolveu seis candidatas. 

– Por termos pouco tempo e também pela questão financeira, optamos pelo casting ao invés de realizar um concurso. Como coordenador regional, visitei agências e conheci as candidatas. A Tauana chamou a atenção por ser uma beleza natural e exótica, sem qualquer intervenção, que é algo que o Miss Brasil busca. Havia candidatas mais prontas, mas ela é o diamante bruto a ser lapidado que eu precisava – destaca Sassy. 

A semifinal envolveu 70 candidatas e ocorreu no Canoas Park Hotel, em Canoas, na Região Metropolitana. O concurso proporcionou à miss caxiense, que nunca viajou de avião e nunca foi à praia (os pais morrem de medo do mar), a primeira oportunidade de visitar a capital gaúcha. As meninas desfilaram em trajes de gala e de banho. Ao receber a notícia de que estava entre as 30 finalistas, Tauana aproveitou a primeira oportunidade para ligar para casa e dar a notícia aos pais:

– Minha mãe quase teve um infarto! Porque ela sabia que eu tinha condições de trazer algo novo para a nossa família, mas nunca se conformou de não poder investir na minha carreira. Meu pai também se emocionou muito, foi um momento que merecia ter sido filmado. Eles me incentivam muito. Minha mãe liga todos os dias perguntando qual vai ser a minha agenda e me impulsiona a seguir com fé – conta. 

Enquanto aguarda pela final, que ainda não tem data definida, mas deve ocorrer em abril e terá transmissão ao vivo pela TV Bandeirantes, Tauana se acostuma com as transformações que os últimos meses proporcionaram. Deixou o emprego no posto após ser contratada para ser o rosto da marca de cosméticos Luminous Skin, que também é sua patrocinadora. Passou no vestibular para Design de Interiores, mas adiou o ingresso na faculdade para poder se dedicar à carreira de miss e modelo. Se vingar nesta nova fase, considera ter muito a agradecer não só aos pais e aos agentes, mas a toda a experiência que adquiriu nos anos de balconista:

– Tudo o que vivi até aqui foi um aprendizado muito importante no trato com as pessoas, que me fez criar uma personalidade muito forte e um bom caráter. Passo a passo, quero desbravar o mundo. O primeiro é trazer a coroa de Miss Rio Grande do Sul de volta para Caxias. 


CAXIAS NOS ÚLTIMOS 10 ANOS 

2008 - Entre 66 candidatas, Gabriela Rhein não se classificou para a final.
2009 - Entre 53 candidatas, Mirelle Assmann não se classificou para a final.
2010 - Entre 75 candidatas, Adriana Moroni não se classificou para a final.
2011 - Entre 67 candidatas, Ariane Cerqueira ficou entre as 15 finalistas (Nica Id: 6818735).
2012 - Entre 30 candidatas, Marthina Brandt não se classificou para a final * (miss Brasil 2015).
2013 - Entre 25 candidatas, Caxias do Sul não teve representante.
2014 - Entre 30 candidatas, Shaiane Santos não se classificou para a final.
2015 - Entre 89 candidatas, Luzia Santos não se classificou para a final.
2016 - Entre 80 candidatas, Katherine Henz não se classificou para a final.
2017 - Entre 48 candidatas, Pricila Zanol não se classificou para a final.
2018 - Entre 70 candidatas, Tauana Stieve se classificou para a final.

Serranas

Além da caxiense, outras três misses serranas estão na final estadual do concurso: a miss Gramado, Luana Schell, a miss Farroupilha, Renata Ester Agazzi, e a miss Nova Petrópolis, Morgana Martins.

Leia Também:
Tríssia Ordovás Sartori: Pelo fim da invisibilidade
Nivaldo Pereira: A ariana vontade
Próspera e (ainda) atrativa: relembre a passagem de caxienses pelo Balneário de Camboriú, em Santa Catarina
Pedro Guerra: Tapa na cara

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros