3por4: Cancelamento da exposição de Rafael Dambros no Ordovás causa polêmica em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Arte13/03/2018 | 10h00Atualizada em 13/03/2018 | 10h00

3por4: Cancelamento da exposição de Rafael Dambros no Ordovás causa polêmica em Caxias

Centro de Cultura foi fechado temporariamente para manutenção num transformador de energia

3por4: Cancelamento da exposição de Rafael Dambros no Ordovás causa polêmica em Caxias Arte de Rafael Dambros/Reprodução
Trabalhos mostram um olhar sobre a figura dos santos, retratando nus masculinos Foto: Arte de Rafael Dambros / Reprodução

O artista Rafael Dambros, que abriria sexta a exposição Santificados, foi um dos prejudicados com o fechamento temporário do Centro de Cultura Ordovás nesta semana, para manutenção preventiva no transformador de energia que abastece o espaço. Combinada a outros fatores, a suspensão das atividades, justamente no período da mostra – cujo conteúdo lança um olhar sobre a figura dos santos, retratando nus masculinos – motivou um desabafo do artista no Facebook. Dambros questiona o fato de a prefeitura ter feito um comunicado sobre o cancelamento (no evento criado no Face sobre a exposição) que ficou no ar por apenas uma tarde e uma noite. O próprio Dambros não tinha acesso a esse ambiente virtual para interagir com as pessoas. O artista também citou um discurso do prefeito Daniel Guerra (PRB), proferido em 2 de março, na Galeria Gerd Bornheim, quando o gestor teria revelado sua preferência pela arte que “não agride, nem ofende”.

Leia mais:
Centro de Cultura Ordovás fecha mais cedo nesta quinta-feira devido ao ato pró-Dilma em Caxias

– Por enquanto tenho recebido muito apoio, pessoas oferecendo ajuda para sediar a exposição, mas vamos tentar um reagendamento no Ordovás, prefiro fazer as coisas do jeito certo. Em relação a perseguição específica sobre o meu trabalho, não acredito. Mas que existe um moralismo, existe. Ano passado alguns vereadores tentaram retirar da Biblioteca Pública o catálogo da Queermuseu, por exemplo – lembrou ele.

Santificados conta com 22 imagens (como a acima) e teria, logo na entrada, aviso informando sobre o conteúdo de nudez. O frei e artista Celso Bordignon auxiliou com o trabalho de pesquisa iconográfica da mostra.

– Dentro das pesquisas que fiz, a nudez é a melhor maneira de mostrar a questão da pureza e verdade perante Deus. No juízo final, nos apresentaremos nus perante a Deus. A exposição em nenhum momento visa agredir ou criticar de forma ferrenha a Igreja. Ela questiona padrões modernos de pensamento e exalta a história de algumas pessoas que foram martirizadas – adiantou o artista, à coluna.

A prefeitura informou que a manutenção no Ordovás deve ser concluída no dia 27. A coordenadora da Unidade de Artes Visuais, Mona Carvalho, explicou que está trabalhando para reagendar Santificados para o mais breve possível.

– Estou entrando em contato com todos os artistas agendados, tem gente que é de fora, já comprou passagem e tudo mais. Caso nenhum plano dê muito certo, o mês de agosto tem a Semana da Fotografia e a gente estaria reagendando a mostra aí – comentou Mona. 

Apesar da indefinição, está mantido um bate-papo com Dambros para o dia 19, na Cubo Galeria de Arte. O artista deve falar sobre o seu trabalho e sobre a relevância da nudez na arte. 

Obras de Rafael Dambros para a exposição Santificados
Frei e artista Celso Bordignon auxiliou trabalho de pesquisa iconográfica da mostraFoto: Arte de Rafael Dambros / Reprodução

Leia também:
Orquestra da Universidade de Iowa tem apresentações na UCS e no Mississippi Delta Blues Bar em Caxias nesta terça
Natalia Borges Polesso: viagem noturna  
3por4: Humorista Patrick Maia se apresenta em Farroupilha

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros