Aos 18 anos, moradora de Flores da Cunha lança livro com mensagem de otimismo para pacientes de câncer - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

 

Literatura22/12/2017 | 15h00Atualizada em 22/12/2017 | 15h00

Aos 18 anos, moradora de Flores da Cunha lança livro com mensagem de otimismo para pacientes de câncer

Micheli Malacarne convive há cerca de um ano e meio com a doença, mas já está livre do tumor. "Um Raio de Esperança" traz o diário de sua luta contra o câncer sem nunca desanimar

Aos 18 anos, moradora de Flores da Cunha lança livro com mensagem de otimismo para pacientes de câncer Porthus Junior/Agencia RBS
Micheli descobriu o câncer em abril do ano passado. Após 14 sessões de quimioterapia, tratamento está em fase final Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

Não há idade para oferecer exemplo e transmitir experiência. Aos 18 anos, Micheli Malacarne sentiu-se confiante e confortável para colocar num livro toda a transformação imposta pela vida ao longo dos últimos meses, desde o que deveria ser um simples tratamento para torcicolo revelou o diagnóstico de um tumor na coluna vertebral (Sarcoma de Ewing), em abril do ano passado. 

Foi durante o tratamento no Hospital Geral, em Caxias do Sul, que a moradora de Flores da Cunha percebeu a necessidade de passar um pouco do seu otimismo a outros pacientes, especialmente àqueles tão ou mais jovens que ela, que muitas vezes sucumbem e desanimam diante das incertezas do tratamento contra o câncer.  Leitora e cinéfila apaixonada, Micheli conta que desde o convívio com a doença passou a ler e assistir a diversos filmes sobre câncer, mas percebeu que os protagonistas normalmente perdem a batalha no final. Com suas próprias palavras, quis escrever uma história diferente.

– Li muitos livros e vi filmes em que o protagonista com câncer sempre morre no final. Acho isso muito errado, porque não traz esperança para as pessoas e elas precisam saber que existe um outro caminho – comenta a autora.

 FLORES DA CUNHA, RS, BRASIL, 20/12/2017. Paciente de Sarcoma de Wing, tipo de câncer que atinge os ossos, a moradora de Flores da Cunha Micheli Malacarne, 18 anos, escreveu o livro Um Raio de Esperança para contar sobre o seu drama e transmitir esperança a outras vítimas da doença. Entrevistamos a jovem autora e sua irmã e incentivadora Jaqueline, 14.  (Porthus Junior/Agência RBS)
Micheli com a irmã e incentivadora Jaqueline (E), na casa da família em Flores da CunhaFoto: Porthus Junior / Agencia RBS

Um Raio de Esperança, volume de 60 páginas em formato pocket, traz um relato em primeira pessoa, partindo dos textos que Micheli registrava em forma de diário, bem antes de pensar em  tornar pública a sua história. Nos breves capítulos, a menina conta sobre a viagem à praia na qual uma onda forte provocou o torcicolo, a cirurgia para retirada da quinta vértebra (próxima ao pescoço), a notícia da existência do tumor; o início da quimioterapia e a perda dos cabelos; a recuperação com a ajuda dos pais, Odair e Marlei, e da irmã caçula, Jaqueline, 14. 

– A gente via ela escrevendo no quarto, mas nunca imaginou que se tornaria realidade, pois sabe que é uma coisa difícil. Ler o livro dela me fez chorar bastante, mas valeu a pena Tenho muito orgulho – elogia Jaqueline. 

Após 14 sessões de quimioterapia, Micheli está livre do tumor desde julho, mas seguirá em tratamento até meados do ano que vem, com ampolas. Em um dos últimos episódios do livro, ela conta sobre a promessa de entregar 14 rosas a pessoas aleatórias, como agradecimento pela cura. Pode ser um spoiler (quando alguém conta como a história termina), mas não importa. Qualquer um que receber o seu exemplar terá no sorriso da jovem autora a certeza do final feliz. 

Mais
Um Raio de Esperança foi lançado na última segunda-feira e está à venda a R$ 10, com a  autora. Foi viabilizado pela Liga Feminina de Combate ao Câncer e pelo Rotaract Club, ambos de Flores da Cunha.

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros