3por4: Erika Januza fala sobre racismo na revista Quem - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Revista18/12/2017 | 13h00Atualizada em 18/12/2017 | 13h00

3por4: Erika Januza fala sobre racismo na revista Quem

Atriz está despontando como a Raquel, de "O Outro Lado do Paraíso"

3por4: Erika Januza fala sobre racismo na revista Quem Marcelo Tabach/Divulgação
Foto: Marcelo Tabach / Divulgação

Arrasando na novela O Outro Lado do Paraíso como a obstinada Raquel, a atriz Erika Januza está na capa e recheio da nova edição da revista Quem. A reportagem conta um pouco da história da mineira que despontou na tevê como protagonista da minissérie Suburbia (2012). O racismo é um dos assuntos mais fortes comentados pela atriz.

Leia Mais:
Edição 2018 do Festival Brasileiro de Música de Rua será de 17 a 25 de março
3por4: Grife Teodoro Salazar mostra tendência para o inverno 2018

– Há pouco tempo, no trânsito, gritaram para mim: “tinha que ser neguinha mesmo!” Fiquei tão nervosa que parei o carro. Não tive reação. Também tive relacionamento que a pessoa falou: “não vamos sair de casa, não vamos andar de mão dada”. Até eu entender depois que o problema era eu demorou (...). Ser mulher já é difícil. Ser mulher e negra é mais difícil ainda. Porque você está o tempo todo se afirmando, se protegendo – conta ela. 

Símbolo de beleza, Erika comenta ainda que passou muito tempo alisando os cabelos. Quando decidiu assumir o penteado crespo, uma grande mudança de identidade tomou conta dela.

Erika Januza, estrela da novela O Outro Lado do Paraíso, estrela capa da revista Quem
Foto: Marcelo Tabach / Divulgação

– Mudei por fora, mas mudei mais internamente. Depois que deixei de alisar meu cabelo, mudei minha visão de vida – lembra.

A reportagem completa está disponível pelo quem.globo.com

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros