Segunda noite de MDBF foi marcada pelas apresentações frenéticas de Chris Jagger e Blues Etílicos - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Blues25/11/2017 | 03h51Atualizada em 25/11/2017 | 03h53

Segunda noite de MDBF foi marcada pelas apresentações frenéticas de Chris Jagger e Blues Etílicos

Festival segue com programação neste sábado, na Estação Férrea de Caxias

Segunda noite de MDBF foi marcada pelas apresentações frenéticas de Chris Jagger e Blues Etílicos Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Chris Jagger mostrou performance cheia de animação Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Não raro, você encontra alguém na Estação Férrea com uma programação do Mississippi Delta Blues Festival (MDBF) na mão, tentando decidir para que palco se dirigir a seguir. É realmente muita coisa (imperdível) acontecendo ao mesmo tempo. Mas o mais legal da festa, que comemora sua 10ª edição em 2017, é realmente ficar vagando de um lado para o outro com a certeza de que você sempre será acolhido por música boa em qualquer direção. A segunda noite do MDBF 2017 só repetiu esse ritual, oferecendo muitas razões para o povo querer estar em todos os lugares ao mesmo tempo. 

Leia mais:
Sweet home Caxias

Celebração em dose dupla na abertura do Mississippi Delta Blues Festival 2017
Mississippi Delta Blues Festival se encerra neste sábado, em Caxias
Chris Jagger, irmão caçula do vocalista dos Stones, é atração no Mississippi Delta Blues Festival nesta sexta-feira, em Caxias

Antes do primeiro show no palco principal começar, o Front Porch (ou Casinha) era o ambiente com maior aglomeração de público, tudo por conta da presença de palco frenética de Anthony "Big A" Sherrod. O cara que ocupou o Mojo Hand Stage na primeira noite do MDBF, ficou muitíssimo à vontade no ambiente intimista da Casinha nesta sexta, realizando duas apresentações seguidas e muito elogiadas pelo público. No segundo show, ele desceu do palco e foi tocar no meio da galera. Ajoelhado solando no chão em frente à Casinha, fez a alegria do pessoal que registrava tudo com o celular. Outro momento legal foi quando o frontman atendeu a provocação do baterista argentino que o acompanhava, Adrian Flores, e trocou a guitarra pelas baquetas, mostrando que além de muita simpatia, tem ainda talento de multi-instrumentista.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 24/11/2017 - A 10ª Edição do Mississippi Delta Blues Festival ocorre nos dias 23, 24 e 25 de Novembro, na Estação Férrea, em Caxias do Sul. NA FOTO: Anthony Big A Sherrod, (MS/USA). (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Anthony "Big A" Sherrod fez duas apresentações animadíssimas na CasinhaFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Mas a noite estava apenas começando e o Mojo Hand Stage  recebeu o vocalista J. J. Jackson para abrir os trabalhos (depois do tradicional hino, claro). Norte-americano que vive no Brasil há algum tempo, o cara aproveitou a fluência em português para se comunicar bastante com a plateia.

— Aqui tem gente para "caramba". Ia dizer aquela outra palavra mas tem muita criança aqui — brincou ele, enquanto puxava a galera para gritar o mais alto possível.

J. J. tem uma história especial com o festival, já que foi uma das atrações da primeira edição, em 2008. Animado e falante, o músico preza pela interatividade e vai além do repertório de blues tradicional. Uma das canções mais curtidas foi a romântica I Just Called To Say I Love You, numa versão própria para o clássico de Stevie Wonder. 

Merece destaque também o visual do palco principal, com alguns vídeos criados pela própria equipe do festival sendo exibidos (além das cenas das câmeras que registram o show) e com uma espécie de pórtico com projeções super coloridas que interagem com momentos diferentes de cada show. Ah, sem falar na presença dos simpáticos bonequinhos de vodu "do bem" que habitam todo o entorno da estrutura ajudando a criar um palco realmente à altura de uma edição comemorativa. 

No Magnolia Stage, que celebra a presença feminina no line-up do festival, a noite abriu com a competente anfitriã caxiense Camila Dengo, acompanhada a banda Mamma Doo. Mas a atração mais esperada era mesmo a guitarrista e vocalista britânica Bex Marshall, a segunda a se apresentar por lá. A artista carrega uma legião de fãs a cada aparição no festival, que ela começou a frequentar em 2014. Pudera, dona de um timbre de voz poderoso e de uma agilidade impressionante na guitarra, ela ainda curte uma interatividade com o público. Antes de mostrar a autoral Kitchen Table (na tradução, mesa da cozinha), ela perguntou à galera:

— Quem aí tem a maior mesa na cozinha para dançar em cima? A mesa da cozinha lá no hotel não é tão grande...

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 24/11/2017 - A 10ª Edição do Mississippi Delta Blues Festival ocorre nos dias 23, 24 e 25 de Novembro, na Estação Férrea, em Caxias do Sul. NA FOTO: Camila Dengo & Mamma Doo (RS). (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Camila Dengo foi uma das representantes da força do blues caxienseFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Bex Marshall é como tantos outros artistas que o festival apresentou aos caxienses e ganhou respeito pelo talento e presença de palco. Um dos maiores legados nesses 10 anos de programação, aliás, é ter jogado luz em tantos artistas que talvez nunca teriam ganhado espaço nas playlists da galera daqui se não tivessem passado pelo festival. Outra dessas estrelas com espaço cativo no coração dos caxienses por conta do MDBF é o baixista norte-americano Bob Stroger. Aos 86 anos, ele é o embaixador da festa e, nesta sexta, foi atração principal no Folk Stage.

Respeitando os horários das apresentações, o britânico Chris Jagger subiu ao palco principal por volta das 22h15min. Já pelo figurino — camisa florida e terno xadrez — dava para imaginar o estado de espírito do músico. Mostrando suas canções autorais à plateia de Caxias do Sul, Chris ocupou bastante a passarela do palco que ia até mais próximo do público. Por inúmeras vezes, largava o instrumento (o violão ou a harmônica) para mostrar dancinhas cheias de animação — porém sem a mesma desenvoltura do irmão, Mick, nesse quesito. O repertório trouxe um blues rock super empolgante, muito também por conta da presença de outro instrumentista conterrâneo de Chris. Charlie Hart mostrou que a gaita, instrumento tão comum na nossa música regional, também pode ser blueseira. Ele entoou ainda o violino, dando uma roupagem mais country ao som e se tornando um imenso diferencial no show de Chris Jagger. 

Enquanto a carioca Taryn (uma versão loira da personagem Jessica Rabbit) soltava o vozeirão em versões inspiradas de artistas como Muddy Waters e Billie Holiday, Ian Siegal mostrava repertório acústico na Casinha para esperar o show que encerraria a noite no Mojo Hand Stage. Quando os cariocas do Blues Etílicos finalmente ocuparam o palco principal da festa, a plateia já estava tomada. Ao contrário de artistas como Bex Marshall e Bob Stroger, que foram apresentados aos caxienses pelo MDBF, o Blues Etílicos já era conhecido nacionalmente muito antes do blues virar febre em Caxias (o grupo tem mais de 30 anos de história). Os caras acompanharam de perto a evolução do estilo no sul do Brasil, foram os escolhidos para comemorar os 10 anos do bar Mississippi e também festejaram os 10 anos do festival que, certamente, ajudaram a construir com o aval e a presença constante de seus integrantes (o baterista Pedro Strasser tornou-se ele mesmo uma lenda do MDBF, aliás). Assim, o show da banda teve essa cara de retrospecto e celebração, exatamente o clima desta edição comemorativa de MDBF. 

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 24/11/2017 - A 10ª Edição do Mississippi Delta Blues Festival ocorre nos dias 23, 24 e 25 de Novembro, na Estação Férrea, em Caxias do Sul. NA FOTO: Blues Etílicos (RJ)). (Marcelo Casagrande/Agência RBS)
Os cariocas do Blues Etílicos encerraram a programação no palco principalFoto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Veja a programação do MDBF para este sábado:

Mojo Hand Stage

20h: Hino Nacional - TBA
20:05h - 21:05h: Big Gilson (RJ)
22:15h - 23:15h: Ale Ravanello Blues Combo (RS) & Cast MDBR
00:25h - 00:30h: Crossroads Time
00:30h - 01:30h: Ian Siegal (UK)

Magnolia Stage

19h - 20h: Rosane Correa (RJ)
21:10h - 22:10h: Alma Thomas (BR/USA) e Fran Duarte (BRA)
23:20h - 00:20h: Andrea Dawson (USA) & Igor Prado Band (SP)

Front Porch Stage

19h - 20h: Bob Stroger (USA)
21:10h - 22:10h: Bob Stroger (USA) & The Headcutters (SC)
23:20h - 00:20h: Pedro Strasser Super Jam com Blues Etílicos (RJ)
01:30h - 02:30h: Pedro Strasser Super Jam com Blues Etílicos (RJ)

Folk Stage 

18:30h - 19:30h: The Blues Bears (RJ - PR - MG)
21:10h - 22:10h: The Blues Bears (RJ - PR - MG)
23:20h - 00:20h: Monty Python Band (RS)
01:30h - 02:30h: Monty Python Band (RS)

Mississippi Delta Stage

20:30h - 21:30h: Bex Marshal Acoustic (UK)
22h - 23h: Bex Marshall Acoustic (UK)
23:30h - 00:30h: Maurício Sahady & 7 Stents (RJ)
01:30h: Maurício Sahady & 7 Stents (RJ)

Hot Music Stage

18:10h - 19h: Bando Celta (RS)
20:10h - 21h: Bando Celta (RS)
22:20h - 23:10h: Bando Celta (RS)

DDI 54 Stage 

19h - 20h: Los Mentidores (ARG)
21:10h - 22:10h: Los Mentidores (ARG)
23:20h - 00:20h: Nico Smoljan & His Southern Jukes (ARG)
01:30h - 02:30h: Nico Smoljan & His Southern Jukes (ARG)


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros