Mostra "Magnitude - Circulação" abre nesta segunda-feira, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Exposição20/11/2017 | 09h27Atualizada em 20/11/2017 | 11h20

Mostra "Magnitude - Circulação" abre nesta segunda-feira, em Caxias do Sul

Com obras de vários artistas, mostra homenageia Dia da Consciência Negra

Mostra "Magnitude - Circulação" abre nesta segunda-feira, em Caxias do Sul Tânia Mara Bettiol Venzon/reprodução
Trabalho que homenageia Dandara dos Palmares, mulher de Zumbi, é uma das obras que podem ser conferidas na exposição Foto: Tânia Mara Bettiol Venzon / reprodução
Maristela Scheuer Deves
Maristela Scheuer Deves

maristela.deves@pioneiro.com

— A arte sempre foi a maior e a melhor forma de união entre as etnias.

Com essa frase, a presidente do Conselho Municipal da Comunidade Negra (Comune), Maria Geneci Silveira, resume a importância da exposição Magnitude — Circulação, que será aberta nesta segunda-feira no Centro de Cultura Ordovás, em Caxias do Sul, em homenagem ao Dia da Consciência Negra.

Com 17 quadros e seis esculturas, a mostra reúne o trabalho de diversos artistas — Ana Eliza Felisberto, Fernando Costa, Rafael Ribeiro, Marcos Leal, Lisiane Salgado, Tânia Mara Bettiol Venzon, Josias Silveira da Silva, Homero Ribeiro, Marta Mincato, coletivo Math Art, Ousmane Mathurin Ndiaye, Paula Vanzan, Fátima Andreazza, Isabelle Cecatto, Yasmin Fortunatti e Vania Pauletti. 

— Cada artista apresenta seu olhar sobre a mulher negra — explica a curadora, Tânia Venzon, destacando, entre as figuras homenageadas, Dandara dos Palmares, mulher de Zumbi.

Leia também:
3por4: Clube de Leitura Quindim oferece seleção com temática afro-brasileira em novembro
Agenda: Exposição "De repente" ocorre até dia 8 de dezembro

Tânia destaca que entre os artistas responsáveis pelas obras estão desde senegaleses até descendentes de italianos, como ela própria, mas que acham importante abraçar a causa da negritude.

— É meu trabalho, como artista e arte-educadora, divulgar esse não-preconceito — acrescenta.

Geneci concorda: 

— O que precisamos, aquilo pelo que lutamos, é a igualdade de condições. Para vencer as dificuldades e desigualdades que ainda existem, é preciso haver a união de todos, e a arte transcende todas as diferenças.

Além da exposição, que já havia tido uma edição em julho, na prefeitura, outras atividades culturais estão programadas para esta semana, dentro do mês dedicado à consciência negra. Hoje haverá sessões de cinema gratuitas (veja ao lado), e no próximo sábado músicos senegaleses e haitianos se apresentam no Zarabatana Café, também com entrada franca.

A realização é do Comune e do Movimento Negro Unificado (MNU).

Cinema

A Sala de Cinema do Ordovás sedia hoje, às 14h, sessão gratuita do filme infantil Kiriku e a Feiticeira. Às 19h30min, o filme é para adultos: Estrelas Além do Tempo (também com entrada franca).

Agende-se

O que: exposição Magnitude _ Circulação, com obras de diversos artistas.

Quando: abertura nesta segunda-feira, às 18h30min; visitação até 25 de dezembro, de segunda a sexta-feira, das 9h às 22h, e aos fins de semana e feriados, das 16h às 22h.

Onde: no Centro de Cultura Ordovás (Rua Luiz Antunes, 312).

Quanto: entrada franca.


O que: apresentação de artistas senegaleses e haitianos.

Quando: sábado, dia 25, a partir das 21h15min.

Onde: no Zarabatana Café, no Centro de Cultura Ordovás (Rua Luiz Antunes, 312).

Quanto: entrada franca.


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros