Frei Jaime: Respirar fundo - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Opinião09/11/2017 | 08h00Atualizada em 09/11/2017 | 08h00

Frei Jaime: Respirar fundo

Em alguns dias, é mais do que necessário dar uma parada, levantar a cabeça, respirar fundo e, depois, continuar

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

A vida apenas troca de endereço, mas se manifesta semelhantemente em quase todas as pessoas. Todos têm responsabilidades, adversidades e infinitas alegrias. As respostas são diversas: um reage de um jeito, outros de um modo diferente. Alguns fazem acontecer, outros deixam acontecer. Em alguns períodos tudo se encaixa, tudo vai bem.

"Tem dias que a gente tem que parar, levantar a cabeça, respirar fundo e, depois, continuar."

Em outros, os contratempos parecem chegar todos numa só vez. Tem quem tenta fugir, troca de bairro, de estado, de país. Os problemas, criativamente, acompanham, dão um jeito de estar na bagagem. 

As respostas que cada um pode e deve dar às diversas situações, por vezes, não depende do grau de inteligência, mas da habilidade de olhar unicamente ao problema, sem agrupar os respingos da emocionalização. Ninguém está livre de contratempos e provações. Cada pessoa tem suas situações particulares, suas dores íntimas, algumas frustrações. Faz parte da existência humana. 

O modo de reagir é que pode variar. O mundo segue seu ritmo, é incontrolável, é indiferente e surdo diante dos gritos silenciosos da humanidade. Porém, cada pessoa pode aprender como lidar com esta ou aquela situação. As soluções podem estar na interdependência da interioridade de cada um e dos valores cultivados. 

Em alguns dias, é mais do que necessário dar uma parada, levantar a cabeça, respirar fundo e, depois, continuar. Poderia ser diferente? Sim, mas não é. Então, a vida deve seguir seu rumo, com ânimo, muita persistência e na paz. No final, o desfecho poderá ser bem melhor do que o imaginado. Acredite. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros