3por4: André Costantin registra projeto que leva arte a comunidades ribeirinhas - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Arte02/11/2017 | 11h44Atualizada em 02/11/2017 | 11h44

3por4: André Costantin registra projeto que leva arte a comunidades ribeirinhas

Navio vai levar um espetáculo de teatro de bonecos ao encontro de 15 comunidades do Arapiuns, divisa do Pará com Amazonas

3por4: André Costantin registra projeto que leva arte a comunidades ribeirinhas André Costantin/Divulgação
Foto: André Costantin / Divulgação

Rumar por aí com a câmera ligada é, certamente, o exercício preferido do documentarista André Costantin. Desta vez, horizontes artísticos o levam para uma expedição pela bacia amazônica do Rio Arapiuns (divisa do Pará com Amazonas). Por lá, o caxiense está registrando a chegada do navio Gaia, que leva cinema para comunidades ribeirinhas por meio do Projeto Fitzcarraldo (em homenagem ao clássico de Werner Herzog), desde 2011. Especialmente nesta viagem, o Gaia vai levar um espetáculo de teatro de bonecos ao encontro de 15 comunidades do Arapiuns, afluente do Rio Tapajós. A Transe Filmes, por meio de Costantin, está lá registrando tudo.

A foto abaixo foi feita antes do Gaia partir para o Rio Arapiuns e mostra a animação do jornalista italiano Oliviero Pluviano, idealizador do projeto e comandante da expedição. Leia mais sobre o Gaia na crônica de Costantin na página dois do Sete Dias.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros