Mostra reúne obras de três artistas na Galeria de Artes do Ordovás, em Caxias do Sul - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Exposição12/09/2017 | 08h00Atualizada em 12/09/2017 | 08h00

Mostra reúne obras de três artistas na Galeria de Artes do Ordovás, em Caxias do Sul

Xadalu, Pedro EMCB e Vitor Hugo Stang abordam pessoas muitas vezes esquecidas

Mostra reúne obras de três artistas na Galeria de Artes do Ordovás, em Caxias do Sul Vitor Hugo Stang/divulgação
Foto: Vitor Hugo Stang / divulgação
Maristela Scheuer Deves
Maristela Scheuer Deves

maristela.deves@pioneiro.com

Uma mulher que trabalha com faxinas. Moradores de rua. Pessoas pelas quais passamos ao acaso e que por um momento nos chamam a atenção, mas das quais não nos aproximamos. São essas pessoas anônimas — e geralmente esquecidas — que pautam a exposição A Faxina Aleatória da Cidade, que abre nesta terça-feira na Galeria de Artes do Centro de Cultura Ordovás, em Caxias, reunindo obras de três artistas. 

Na verdade, são três mostras em uma — A Querida Senhora da Limpeza, de Pedro EMCB; Randômico: Que Acontece por Acaso, em que há Casualidade, de Vitor Hugo Stang; e Elementos Urbanos, de Xadalu. Embora com estéticas diferentes, todas trazem em comum o elemento humano e a proposta de parar um pouquinho e pensar sobre o que nos cerca.

— Nós queremos abrir uma reflexão sobre os pequenos movimentos marginalizados das cidades, muitas vezes invisíveis na correria do cotidiano — sintetiza o porto-alegrense Xadalu, que foi quem convidou Pedro, outro porto-alegrense mas radicado em Farroupilha, e Stang, caxiense, para formar o coletivo Lambe Lamber's, que deu origem à mostra.

Xadalu, conhecido principalmente por seu trabalho de street art com temática indígena, investe dessa vez numa série de fotos que retratam os moradores em situação de rua — tão presentes, mas tão invisíveis nas nossas cidades — e outros elementos desse universo, como o papelão por eles utilizado para construir suas moradias. Além das 14 imagens, trará também uma obra que mistura escultura, pintura e colagens e que dá origem a uma nova série, Ficção e Violência, que ele considera uma evolução da Elementos Urbanos.

Mostra Elementos Urbanos, de Xadalu, integra a exposição coletiva A Faxina Aleatória da Cidade, no Centro de Cultura Ordovás
Fotos da série "Elementos Urbanos" mostram pessoas em situação de ruaFoto: Xadalu / divulgação

Já a obra de Pedro EMCB traz um outro viés esse mundo, ao retratar, em cinco obras interativas, a experiência que teve ao conhecer uma mulher faz faxinas.

— Ela me mostrou um outro lado da vida — diz, acrescentando que é preciso vivenciar a mostra para entender a profundidade dos sentimentos despertados por esse encontro.

A obra de Stang, por sua vez, segue o conceito expresso no próprio nome de sua mostra: randômico. Assim, retrata em dois quadros e quatro gavetas de uma cômoda pessoas encontradas ao acaso na rua e que, de alguma maneira, o marcaram, transmitiram-lhe um conhecimento.

— Sempre trabalhei com esses seres anônimos, conversei com eles, e quis trazer o que dizem de interessante para o meu trabalho.

A exposição poderá ser conferida até o dia 3 de outubro.

Mostra A querida senhora da limpeza, de Pedro EMCB, integra a exposição coletiva A Faxina Aleatória da Cidade, no Centro de Cultura Ordovás
"A Querida Senhora da Limpeza" recupera o encontro transformador com uma profissional dessa áreaFoto: Pedro EMCB / divulgação

Agende-se

O quê: mostra A Faxina Aleatória da Cidade, de Xadalu, Pedro EMCB e Vitor Hugo Stang.

Quando: abertura hoje, às 19h; visitação até 3 de outubro, de segunda a sexta, das 9h às 22h, e aos finais de semana e feriados, das 16h às 22h. 

Onde: na Galeria de Artes do Centro de Cultura Ordovás (Rua Luiz Antunes, 312).

Quanto: a entrada é gratuita.


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros