Memória: Olinda, celebridade artística da UCS - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Música13/09/2017 | 09h43Atualizada em 13/09/2017 | 09h43

Memória: Olinda, celebridade artística da UCS

Entre os personagens que contribuem com o propósito da Osucs, destacam-se vários maestros e solistas de renome internacional, entre os quais a participação de Olinda

Memória: Olinda, celebridade artística da UCS Porthus Junior/Agencia RBS
Foto: Porthus Junior / Agencia RBS

A Universidade de Caxias do Sul festeja seu cinquentenário de fundação com o reconhecimento em importantes projetos no país e Exterior. Entre os personagens que um dia cursaram disciplinas com dedicação na UCS, destaca-se Olinda Maria Falcão Allessandrini. Aluna da Escola de Belas Artes, a caxiense concluiu o curso de Música em dezembro de 1965.

Desde então, a jovem aprimorou estudos e consagrou-se como uma das maiores pianistas do Brasil. Neste ano, inserida no contexto da programação que enaltece 50 anos da UCS, foi publicada uma agenda da temporada de concertos da Orquestra Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul (Osucs). Na apresentação da revista pelo reitor Evaldo Antonio Kuiava, percebe-se o comprometimento da instituição em popularizar e fortalecer os laços da comunidade com a arte musical. Entre os personagens que contribuem com o propósito da Osucs, destacam-se vários maestros e solistas de renome internacional, entre os quais a participação de Olinda.

Numa das imagens que testemunham a permanente contribuição da pianista caxiense com sua primeira instituição de ensino, destaca-se o ensaio com a Orquestra da UCS, em 8 de agosto de 2005.

Reconhecimento

 CAXIAS DO SUL, RS, BARSil (10/09/2017). UCS 50 Anos. Placas em bronze, no UCS Teatro, homenageiam celebridades como Olinda Allessandrini, Mercedes Sossa e Dilma Rousseff. NA FOTO, PLACA DA OLINDA ALLESSANDRINI.  (Roni Rigon?pioneiro).
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

O exemplo de aluna e de profissionalismo orgulha a história da UCS. Conforme matérias no jornal Pioneiro, Olinda Allessandrini graduou-se em Música pela Escola de Belas Artes, em dezembro de 1965.  

A jovem de apenas 16 anos teve excelente desempenho nos estudos, sendo laureada. Naquele ano, o educandário era administrado pela prefeitura, na administração de Hermes João Webber. Posteriormente, em fevereiro de 1967, a Escola de Belas Artes se integraria com outras quatro faculdades para originar a Universidade.

Em abril de 1966, Olinda evidenciava-se novamente na imprensa pela competência em passar em 1º lugar no vestibular do curso de virtuosidades da Escola de Belas Arte do Rio Grande do Sul. Hoje, o nome de Olinda Alessandrini está eternizado numa placa em bronze, no UCS Teatro. A homenagem reconhece a láurea acadêmica e o talento de Olinda, em 2002, quando a UCS assinalou 35 anos de fundação.

Biografia  

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL.  Pioneiro, 31/03;1982.  Coral da UCS lançou seu primeiro disco em 31 de março de 1982, por ocasião dos 15 anos de fundação da universidade de caxias do Sul. Coral foi regido por Nestor  Wennholz.  NA FOTO, REVISTA QUE RELATA A PROGRAÇÃO MUSICAL DA ORQUESTRA SINFONICA DA UCS 2017.  (Roni Rigon/Pioneiro).
Foto: Reprodução / Divulgação

O universo musical está inserido com glamour nas festividades da UCS em 2017. A revista apresenta um conteúdo enriquecedor dos personagens da música clássica e erudita. Dentro deste cenário, registra-se parte da biografia artística de Olinda Allessandrini.

De sua trajetória, destaca-se a participação em vários seminários e festivais no país e Exterior. Entre suas turnês, Olinda tocou para públicos na Bélgica, Alemanha, Itália, Uruguai, Estados Unidos e Argentina.

Quando se graduou em 1965, Olinda executou com perfeição a Rapsódia Nº 2, de Liszt, e as variações sobre o hino nacional de Gottschalk, pianista e compositor norte-americano, encantando convidados na solenidade de formatura. Na foto, a revista da UCS.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória 


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros