Frei Jaime: Em busca da liberdade - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Opinião12/09/2017 | 08h00Atualizada em 12/09/2017 | 08h25

Frei Jaime: Em busca da liberdade

Quem é livre é capaz de muitos recomeços, apesar dos tropeços

Frei Jaime Bettega
Frei Jaime Bettega

jaime@ofmcaprs.org.br

A liberdade é um dom precioso, um espaço necessário à espontaneidade. Sentir-se livre é dar à vida a sua originalidade. Não experimentar a liberdade é apequenar a existência, perder a oportunidade de sentir-se pleno, completo. Mas a liberdade não depende e nem se aproxima de alguns conceitos. 

"Sejamos livres da palavra que fere, da angústia que chega, da ilusão que engana, do cansaço que esgota, da mágoa que adoece" (Mario Quintana) 

A liberdade tem uma certa autonomia, se distancia de determinados condicionamentos. Ser livre não passa nem perto da ideia de fazer o que  o momento oportunizar. Ser livre é ser capaz de abraçar a verdade para viver de forma transparente. Uma pessoa livre é alguém leve, dinâmico, espontâneo. 

Quem é livre é capaz de muitos recomeços, apesar dos tropeços. Mas para alcançar a liberdade é preciso trabalhar-se, ou melhor, libertar-se. Viver distante da palavra que fere, da angústia que chega, da ilusão que engana, do cansaço que esgota, da mágoa que adoece. 

A grande maioria quer a liberdade, mas não se esforça por liberta-se de tantas amarras que vão impedindo que a vida se encontre com a paz. Pensando bem a vida é trabalho contínuo de aparar arestas, de retocar algumas cicatrizes, de preencher determinadas lacunas, de aceitar certos desfechos. Liberdade é uma permissão que cada um pode dar a si mesmo. 

É uma questão de cuidado e de bom gosto para com a existência. Quantas angústias desnecessárias simplesmente pelo fato de não saber libertar-se das opiniões alheias, das mágoas envelhecidas, das palavras que já silenciaram. Ser livre é uma conquista diária. 


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros