Frei Jaime: A sós consigo mesmo - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Opinião21/09/2017 | 08h27Atualizada em 21/09/2017 | 08h27

Frei Jaime: A sós consigo mesmo

Pessoas centradas são aquelas que cultivam a interioridade e não sufocam o desejo de vida e de amor próprio

Os dias são repletos de palavras, ações e, também, de preocupações. Retirar-se deveria ser algo comum, parte do cotidiano. Não se trata de um tempo prolongado, nem de deslocamentos. São instantes que permitem profundidade, elevação e alívio. 

"Retira-te para dentro de ti mesmo, sobre tudo quando necessitas de companhia"

As pessoas que contornam e ornamentam os dias com suas presenças são preciosas. Mas o melhor aconchego é retirar-se para dentro de si mesmo tornando-se, naquele momento, a companhia mais agradável, mais necessária. Essa solidão é imprescindível para sustentar a necessidade que o 'eu' carrega consigo mesmo. 

Pessoas centradas são aquelas que cultivam a interioridade e não sufocam o desejo de vida e de amor próprio. O ponto de equilíbrio, que garante e sustenta a relação com os outros, é encontrado na incrível habilidade de ser companhia para si próprio. 

Quantas pessoas não conseguem ficar a sós consigo mesmas. Consequentemente são estas mesmas pessoas que têm dificuldades na convivência diária com os demais. A vida é plena de mistério, onde o processo de humanização se encontra e garante a almejada realização. Não é difícil viver quando se tem uma interioridade robustecida pela humildade e pelo profundo respeito para com o próximo. 

Tomara que todos possam, cedo ou tarde, descobrirem-se como uma agradável companhia. Com certeza, tudo será diferente, muito diferente, melhor. 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros