3por4: Produtor cultural de Antônio Prado pretende lançar documentário sobre a história da arquiduquesa Maria Antônia Habsborgo Bourgon - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Uma história real12/09/2017 | 09h45Atualizada em 12/09/2017 | 13h50

3por4: Produtor cultural de Antônio Prado pretende lançar documentário sobre a história da arquiduquesa Maria Antônia Habsborgo Bourgon

A obra será inspirada no livro "Uma Arquiduquesa Imperial Entre Nós", de Franklin Cunha

3por4: Produtor cultural de Antônio Prado pretende lançar documentário sobre a história da arquiduquesa Maria Antônia Habsborgo Bourgon Reprodução/Reprodução
Foto: Reprodução / Reprodução

O pesquisador e produtor cultural Fernando Roveda é um curioso nato, sempre ocupado em vasculhar alguma história interessante — de preferência que envolva sua cidade natal, Antônio Prado. Eis que, atualmente, ele anda encantado com o relato presente no livro Uma Arquiduquesa Imperial Entre Nós, lançado pelo seu conterrâneo Franklin Cunha, em 2013. A publicação narra o encontro do escritor, então adolescente morando numa pensão de Porto Alegre, com a Arquiduquesa Maria Antônia Habsborgo Bourgon (prima do Rei do Espanha), e com seu segundo marido, o argentino Don Luís Perez-Sucre. O casal vivia em condições financeiras difíceis e, no fim da vida, a arquiduquesa sobrevivia catando restos de comida no Mercado Público. Ela morreu em 1977, no Hospital Santa Rita. 

A ideia de Roveda é transformar essa incrível jornada num longa documental chamado Uma História Real, que está na fase de pesquisa e captação de recursos.

— A história é fantástica! Pretendemos trazer a neta dela, que tem o mesmo nome da arquiduquesa (Maria Antônia Ereñú Orlanids e Habsburgo), para Porto Alegre, visitar o túmulo da avó — projeta Roveda.

Pradense Fernando Roveda está levantando informações sobre a passagem da arquiduquesa Maria Antônia Habsborgo Bourgon, filha do Rei da Espanha, pelo Brasil e sua ligação com o Rio Grande do Sul.O material deve ser mostrado no documentário Uma História Real
Registro mostra o casamento chique com o primeiro maridoFoto: Reprodução / Reprodução

Franklin Cunha também deve ser um dos personagens a conduzir o roteiro, trazendo detalhes da relação dele com a arquiduquesa e o seu marido argentino, em Porto Alegre. O contato inicial dos três foi possibilitado pela música do disco Concerto de Piano Nº 2  em Si bemol maior, de Johannes Brahms. Nos anos 1950, o escritor escutava o álbum no quarto da pensão onde vivia quando foi interrompido pelo marido da arquiduquesa, pianista que o contou ter apresentado o mesmo repertório tempos antes, na Áustria, diante da família real (quando conheceu Maria Antônia). Os três ficaram amigos e Franklin Cunha acabou descobrindo a origem imperial da mulher. 

— O Franklin tem esse disco ainda, tudo aconteceu por causa desse disco – anima-se Roveda, que deve usar a trilha de Brahms como um elemento de ligação no filme.

O pesquisador está atualmente levantando mais informações com a neta da arquiduquesa, que chegou a ir a Canoas, quando criança (acompanhada da mãe) para tentar resgatar a avó da situação humilde na qual ela se encontrava. No entanto, a idosa de sobrenome real não quis voltar para a Espanha. 

Quem puder contribuir com informações, parcerias ou verbas para a realização do documentário Uma História Real, pode entrar e contato com a produção pelo e-mail fernandoroveda@gmail.com.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros