Mádia Bertolucci abre nesta quinta exposição "Ecologia da Linha" na Galeria Gerd Bornheim, em Caxias  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Artes plásticas31/08/2017 | 10h30Atualizada em 31/08/2017 | 10h43

Mádia Bertolucci abre nesta quinta exposição "Ecologia da Linha" na Galeria Gerd Bornheim, em Caxias 

Mostra reúne desenhos e pinturas em acrílico sobre tela nos quais a artista busca homenagear a natureza 

Mádia Bertolucci abre nesta quinta exposição "Ecologia da Linha" na Galeria Gerd Bornheim, em Caxias  Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

No princípio, era a linha. E, com ela, infinitas possibilidades. Essência do processo criativo, a linha conduz o espectador em Ecologia da Linha, mais recente trabalho de Mádia Bertolucci e cuja visitação abre hoje à noite na Galeria Municipal de Arte Gerd Bornheim, em Caxias do Sul.

– Tudo é linha, tudo é riscado. Tenho essa temática há muitos e muitos anos. Desta vez, sigo essa linha, mas de uma outra maneira – afirma a artista de 63 anos com trajetória de produção em pintura desde 1988.

Leia mais:
3por4: Estilista Ronaldo Fraga ministra palestra no 22º Integramoda, que ocorre no dia 13 de setembro
Primeiro encontro da cultura italiana está programado para domingo, na UCS
Agenda: Inscrições para o passeio temático de Harry Potter encerram-se nesta quinta 
Show de Paulinho Mixaria é transferido para os dias 6 e 7 de setembro

Com curadoria de Silvana Boone, para quem"a pintura abstrata de Mádia é uma soma de linhas construídas com cor, que se multiplicam em movimentos intermitentes que parecem cavoucar o espaço na tela", a mostra reúne 28 desenhos a lápis sobre papel e 18 pinturas em acrílico sobre tela nos quais a artista busca homenagear a natureza em seus diferentes aspectos. O maior desafio, segundo ela, foi trabalhar cores que pouco se fizeram presentes ao longo de sua carreira, como os verdes e os azuis:

– Eu trabalhava muito vermelhos, amarelos. Agora baixei a cor. Assim, a exposição propõe ao público um passeio que vai do preto e branco ao colorido e marcado por detalhes como rupturas da cor, transparências, cor sobre cor, relevos, ranhuras. Em algumas das obras, Mádia fez uso de casca de coco desfiada colada sobre a tela e pintada e de "ferramentas" como jornal furado, escova de dentes e sal grosso para obter o efeito desejado.

Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

– Quero mostrar a limpeza, a pureza, a transparência, a imaginação. Pode ser algo visível para alguém, mas que para mim pode ser algo que já vi num momento passado e ficou gravada na memória. É a minha concepção, mas cada um vai ter a sua interpretação. Por isso não coloco nome nos meus trabalhos. Quero passar que essa natureza é bela, passar a beleza, mas não a beleza do quadro pintado. A beleza que a imaginação vai despertar. O importante é navegar – reflete a artista.

Programe-se
:: O quê:
exposição Ecologia da Linha, de Mádia Bertolucci.
:: Quando: abertura nesta quinta, às 19h30min. Visitação de sexta ao dia 22/9, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 10h às 16h.
:: Onde: Galeria Municipal de Arte Gerd Bornheim (Rua Dr. Montaury, 1.333, Centro - Caxias).z Quanto: entrada gratuita.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros