Estudantes de Caxias do Sul têm até esta quinta-feira para se inscrever em concurso literário  - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Literatura30/08/2017 | 08h36Atualizada em 30/08/2017 | 08h54

Estudantes de Caxias do Sul têm até esta quinta-feira para se inscrever em concurso literário 

Intitulado Fazendo história com Patachu, concurso é promovido pela Racon Consórcios em parceria com colégios estaduais e municipais

Foto: André Hellé / Ilustração

Um menino que herdou o nome de uma massa francesa conhecida como pâte à choux é o protagonista do enredo das obras O Pequeno Patachu e Mais histórias do Pequeno Patachu, de Tristan Derème, que foram escolhidas como tema do concurso literário Fazendo história com Patachu, promovido pela Racon Consórcios em parceria com colégios estaduais e municipais de Caxias do Sul.

Em comemoração aos 30 anos da empresa, a iniciativa objetiva promover o engajamento da comunidade, a partir das escolas públicas, buscando incentivar a leitura e a coletividade. Após as obras serem doadas às escolas e trabalhadas em sala de aula, os alunos foram estimulados a escrever histórias com o Pequeno Patachu, personagem que, possivelmente, teria inspirado o sucesso mundial O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry. 

Leia também:
Show de Paulinho Mixaria é transferido para os dias 6 e 7 de setembro
3por4: Tiago Iorc se apresenta no mês de outubro, em Gramado e Caxias
Natalia Borges Polesso: Minha vó

Nos contos reunidos em cada livro, Patachu se envolve em diversas aventuras, e, mesmo com o tom engraçado e infantil, conduz os pequenos leitores a reflexões importantes a respeito da vida, da convivência com o outro e da importância do contato com a natureza e com o próprio interior.

Ao todo, são 85 escolas municipais e 40 estaduais envolvidas na ação. Entre elas, está o Instituto Estadual de Educação Cristóvão de Mendoza, escola que teve mais trabalhos inscritos, com um total de 13 histórias, 11 delas produzidas na turma de 4º ano da professora Raquel Rojas Grazziotin:

— A minha turma tem maior facilidade, porque eu trabalho a partir de livros há cinco anos já, sempre apresentando obras diferentes. Eles ficaram encantados com a história e tiveram um crescimento enorme. Agora já conseguem fazer a produção textual de 25 e 30 linhas, e a todo momento fazemos questionamentos: o que quer dizer o texto, o que a história está contando, como eles podem se expressar a partir disso. Inclusive, temos um mural onde colocamos as histórias.

Para Raquel, a atividade proporciona, além de uma visão mais elaborada do mundo, um crescimento indireto em outras áreas de aprendizado:

— A partir da leitura e da criação das histórias é que vem toda a interpretação e visão de mundo das crianças. Eu quero que elas tenham uma visão diferenciada, que as possibilite saber ler, se expressar e compreender melhor as outras matérias. E é isso que vem acontecendo.

Para Augusto Letti, gerente executivo da Racon, o concurso foi uma forma diferente de mostrar reconhecimento à comunidade:

— Quando a gente pensou em fazer alguma comemoração relativa aos 30 anos, a ideia foi poder devolver um pouco para a cidade nossa alegria e nosso acolhimento, de uma forma diferente. Achamos muito legal poder falar com o público infantil, por não ser o nosso público de negócios. Colocamos nosso coração no projeto. 

As inscrições podem ser feitas até esta quinta-feira, dia 31 de agosto, no site www.opequenopatachu.com.br.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros