Zé Victor Castiel se prepara para gravar próxima novela das seis da TV Globo na serra gaúcha - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Aqui Entre Nós08/07/2017 | 12h00Atualizada em 08/07/2017 | 12h00

Zé Victor Castiel se prepara para gravar próxima novela das seis da TV Globo na serra gaúcha

Ator, que comemora 35 anos de carreira, conta que papel foi um presente do diretor Jayme Monjardim

Zé Victor Castiel se prepara para gravar próxima novela das seis da TV Globo na serra gaúcha Isadora Neumann/Agência RBS
 "Nunca me preocupei com beleza nem com reputação"  Foto: Isadora Neumann / Agência RBS


Zé Victor Castiel abrirá os trabalhos na próxima novela das seis da TV Globo, Tempo de Amar, que terá cenas rodadas na Serra e contará com uma conterrânea, a gaúcha estreante Vitória Strada, na pele da protagonista Maria Clara. 

Gaúcha Vitória Strada fala sobre estrear na Globo como protagonista 

Sua última novela na TV Globo foi uma participação em Totalmente Demais (2015). Na trama das 18h, ele interpretará o português Quintela nos cinco primeiros capítulos.

— Ele é um agricultor, dono de uma fazenda — adianta o seu intérprete.

O personagem será chefe de Inácio, vivido por Bruno Cabrerizo, protagonista da novela ao lado de Vitória:

— Eles têm uma briga e, como seu chefe, Quintela demite Inácio que resolve partir para o Brasil.

Segundo Zé, todas as suas cenas devem ser com o bonitão.

Em casa

Além de estar na novela, com previsão de estreia no dia 26 de setembro (seria no dia 20, mas "Novo Mundo" foi esticada), ele conta por que está tão feliz com o convite.

— Foi um presente do Jayme (Monjardim, diretor da novela). O elenco já estava fechado — afirma Zé, cheio de gratidão:

— Fiquei muito lisonjeado.

Suas gravações estão programadas para acontecer na Serra, entre os dias 19 e 29 deste mês de julho:

— Talvez, eu tenha alguma sequência em estúdio (no Rio de Janeiro).

O texto de Quintela já está em mãos, mas o seu intérprete confessa que ainda não sabe se terá de adotar um sotaque português. Nos próximos dias, estes detalhes ainda serão afinados.

Mas, se for preciso, não será problema:

— Nos dez últimos anos, fui várias vezes a Portugal. É tranquilo pra mim.

Dia lindo em Portugal #tbt

Uma publicação compartilhada por Zé Victor Castiel (@zevictorcastiel) em



A roupa de época da trama, que se passa entre Brasil e Portugal, nos anos 30, é certa.

— Eles já foram lá, nos meus figurinos da Globo, checar as medidas para montar o figurino — revela.

Completo

Aos 58 anos, por incrível que pareça, Zé faz a sua primeira novela no Rio Grande do Sul. No currículo, em terras gaúchas, estão as minisséries A Casa Das Sete Mulheres (2003) e Incidente em Antares (1994).

— Até teve Laços de Família (2000) por aqui, mas as minhas cenas não foram no Estado  — recorda:

— É muito bacana estar em casa, ainda que eu seja um cara cosmopolita.

Vai por mim, Fernando! Escreve aí: "Podemos vender nosso tempo, mas jamais comprá-lo de volta"...

Uma publicação compartilhada por Zé Victor Castiel (@zevictorcastiel) em


Se vai sair uma roda de mate nos sets de Tempo de Amar por aqui?

— Ah, certamente! Vai dar um mate, um assado... O Jayme é muito amigo do Rio Grande do Sul e tem muitos gaúchos na equipe.

Vazio castelhano...

Uma publicação compartilhada por Zé Victor Castiel (@zevictorcastiel) em



Famoso pelo tradicional espetáculo Homens de Perto, Zé completa 35 anos de carreira em 2017 realizado:



— Quando decidi me formar um ator, eu coloquei, entre os meus objetivos, fazer uma coisa completa. Nisso, está incluída a carreira nacional, que eu tô conseguindo conciliar com cinema e novela. E o lado empreendedor.

Lado este que ele consolida com o Porto Verão Alegre, empreendimento seu com o parceiro de palco Rogério Beretta.

— Aqui (na Capital), montei o meu festival. E, nele, não só exercito o meu lado empresário como posso fomentar a cultura no Rio Grande do Sul. Além disso, sou locutor de sucesso em comerciais, participo de um programa de rádio de sucesso (Sala de Redação, na Rádio Gaúcha) e, agora, estou dando palestras ajudando as pessoas a saírem da zona de conforto — enumera o também colunista de esporte do Diário Gaúcho.

Coisa boa dublar video games!!

Uma publicação compartilhada por Zé Victor Castiel (@zevictorcastiel) em



— Hoje, me considero um profissional eclético. Posso fazer humor, drama, teatro, novelas, filmes, dar palestras. Mas nunca me preocupei com beleza nem reputação. Reputação, pra mim, é ser honesto com os meus personagens — sentencia.

Lotadaço para os Desgovernados #homensdeperto15anos

Uma publicação compartilhada por Zé Victor Castiel (@zevictorcastiel) em


Leia mais sobre famosos e entretenimento

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros