Grupo Hermes e Renato se apresenta em Caxias neste sábado - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Humor21/07/2017 | 10h20Atualizada em 21/07/2017 | 10h20

Grupo Hermes e Renato se apresenta em Caxias neste sábado

UCS Teatro recebe "Uma Tentativa de Show"

Grupo Hermes e Renato se apresenta em Caxias neste sábado Divulgação/Divulgação
Grupo é formado por (da es. para dir.) Adriano Pereira, Marco Antônio Alves, Felipe Torres, Bruno Sutter e Franco Fanti  Foto: Divulgação / Divulgação

Se o cenário do humor nacional é, atualmente, povoado por youtubers que não precisam de nada mais do que criatividade e uma tela de celular para gravar seus vídeos, esse mesmo espírito de "faça você mesmo" moveu um grupo de adolescentes zoeiros lá no início dos anos 1990. A diferença é que, naquela época, o hobby implicava em tarefas um tanto complicadas, como conseguir uma câmera emprestada e "editar" somente com o dedo no pause. Essa foi a gênese do grupo Hermes e Renato, que marcaria a história do humor televisivo nos anos 2000.

Leia mais:
Sociedade por João Pulita
3por4: Projeto Cine Ovelha Café estreia nesta segunda, em Bento Gonçalves
3por4: Banda Marcial Cristóvão de Mendoza se apresenta neste sábado, em Caxias


— Tudo começou como uma brincadeira de amigos, talvez seja essa a maior semelhança que a gente tenha com essa geração do Youtube. Mas, de restante, acho que tem muitas diferenças, porque a gente já fazia dramaturgia com 13, 14 anos. A gente tinha referências parecidas, gostava de música e de audiovisual, aproveitamos para unir essas influências através dos vídeos — comenta Felipe Torres, intérprete do (p*, meu) Boça, um dos personagens icônicos que estará no espetáculo Uma Tentativa de Show, que Caxias recebe neste sábado.

O divisor de águas para aquela molecada de Petrópolis (RS) ocorreu quando uma das fitas acabou entrando na programação da MTV Brasil, terreno perfeito para o tipo de humor sem regras que eles faziam, com referências nonsense como Os Trapalhões, TV Pirata e Monty Python.

— Nossas influências iam de metal até coisas coisas que, teoricamente, são consideradas cafonas, tipo pornochanchada. O que para muita gente era meio maldito, para a gente era genial — diz Torres, resumindo o estilo que o grupo mantém até hoje.

Os textos cheios de palavrão proferidos por personagens com visual anos 1970 em roteiros que desafiavam qualquer regra dos bons costumes acabaram agradando os espectadores. Somente na MTV foram 11 temporadas, seguidos por mais três anos de Record e dois de FX.  

— Qualquer um poderia fazer aqueles vídeos, mas ninguém fazia. E o diferencial está exatamente aí. Era uma coisa que todo mundo pensava em fazer, ou até às vezes fazia, mas não tinha coragem de mostrar. O Fausto foi um visionário em mandar para a MTV, sabendo que aquilo tinha um valor que a gente não vislumbrava — avalia Torres, referindo-se ao amigo Fausto Fanti, fundador do grupo que se suicidou em 2014.

Apesar da morte do principal mentor, o grupo Hermes e Renato permaneceu na ativa, e uniu-se ainda mais. O espetáculo no teatro marca, por exemplo, o retorno de Bruno Sutter (o Detonator) ao grupo.   

— Foi uma terapia em grupo, um ajudando o outro, se entendendo, conversando e compreendendo como lidar com um trauma desse: fazendo o povo rir, porque essa é nossa onda — explica o humorista.

A ideia de Uma Tentativa de Show foi criar um texto inédito no qual muitos dos personagens imortalizados na tevê pudessem agora ganhar uma sobrevida. Torres não abre o jogo sobre quais personagens participam do espetáculo, mas a presença dos quatro integrantes da fase áurea do grupo garante as altas expectativas. Além de Torres e Sutter, estão no palco Marco Antônio Alves (Hermes) e Adriano Pereira (Joselito). A peça tem também a presença de Franco Fanti, que já ensaiava uma estreia como ator da trupe antes da morte do irmão, Fausto. Coube a ele, inclusive, a responsabilidade de interpretar alguns personagens que ficaram famosos por meio do irmão — Capeta Júnior, por exemplo.

Mas nem só de saudosismo vive o grupo. Na montagem teatral, sobrou espaço até mesmo para tirar onda de um modelo de humor bastante usual nos dias de hoje:

— As esquetes são amarradas por uma sátira aos jogos de improviso. A gente faz uma brincadeira de cara limpa sacaneando um pouco desse estilo que tanto nos envergonha (risos). Vamos explorar o constrangimento. 

PROGRAME-SE
:: O quê: Uma Tentativa de Show, do grupo Hermes e Renato.
:: Quando: neste sábado, às 21h.
:: Onde: UCS Teatro, em Caxias.
:: Quanto: R$ 80 e R$ 40 (estudantes e idosos), à venda na Livraria Sempre Ler (Rua Marquês do Herval, 677 - Centro), Parador 621 Pub (Bruno Nora, 621) ou no site ticketbrasil.com.br

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros