A maior aventura em família! Tulio Milman fala sobre temporada de seis meses fora do país - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Aqui Entre Nós01/07/2017 | 10h00Atualizada em 01/07/2017 | 10h00

A maior aventura em família! Tulio Milman fala sobre temporada de seis meses fora do país

Jornalista embarcou com a mulher e as filhas nesta quinta-feira (29), mas garante que já tem passagem de volta comprada  


Foto: Arquivo pessoal / Arquivo pessoal

Tulio Milman, 49 anos, embarcou nesta quinta-feira (29), no finalzinho da tarde, para uma temporada e tanto fora do Brasil. O comentarista do Jornal do Almoço e colunista do jornal Zero Hora passará seis meses nos Estados Unidos com a mulher, a defensora pública Fernanda, 45 anos, e as filhas, Camila, 14, e Ana, 11.

Destino: cidade de Haverford, no Estado da Pensilvânia. É a primeira vez que a família toda vai morar fora.

Horas antes de embarcar, o comunicador do Grupo RBS conversa por telefone, com a coluna, enquanto fecha as malas (e não são poucas, repara na foto acima) para embarcar rumo àquela que promete ser uma das grandes aventuras da sua vida. Mas os telespectadores que o acompanham no JA não precisam se sentir órfãos.

Tulio vai, mas já com a passagem de volta comprada dias antes de 2017 chegar ao fim.  

Aqui Entre Nós — É a primeira aventura deste tipo em família?
Tulio Milman — Que vamos morar todos juntos fora do país, sim. Eu já morei em Israel e na Espanha, e a Fernanda, em Londres, mas antes de nos casarmos.

Aqui — Bate aquele frio na barriga?
Tulio —
Ah, com certeza! A gente tá bem feliz, vai ser uma baita experiência. Conversamos bastante a respeito dos nossos medos, fechamos a casa em Porto Alegre, temos que matricular as gurias no colégio por lá... Seria estranho se não desse uma ansiedade. Mas tomamos esta decisão em outubro do ano passado, quando participei da Nation Brand (conferência sobre a imagem das nações e sua prosperidade) na Pensilvânia, em que falei sobre os grandes eventos esportivos registrados pelo Grupo RBS. E, aí, o meu amigo Bruce, que é casado com uma gaúcha, me convidou para passar o segundo semestre lá o acompanhando em trabalhos na Universidade da Pensilvânia como convidado, pesquisando sobre o mundo digital, tendências. Será na escola de negócios chamada Wharton, onde estudaram Trump e vários homens de negócios. Há muito tempo, a gente vem falando sobre essa vontade de passar um tempo fora. 

Depois da conferência em outubro, começou o projeto de morar fora Foto: Arquivo pessoal / Facebook


Aqui — E já tens data de retorno?
Tulio —
Sim, volto quando começa a esfriar por lá, no dia 29 de dezembro! Estou indo com todo o apoio, como correspondente estrangeiro do Grupo RBS. E vou continuar escrevendo na Zero Hora.

Aqui — Como fica o Jornal do Almoço, que é mais local?
Tulio —
Minha relação, agora, é de saudade durante este período. Mas, em janeiro, já devo voltar ao JA, sim.

Aqui — Aliás, tu te despediste no programa. Como foi a reação dos telespectadores?Tulio — Eu me despedi porque, afinal, a gente estabelece uma relação. Foi muito bacana a reação das pessoas. Recebi muitas manifestações de apoio, mensagens do tipo: "Vai lá!", "Aproveita!", "Volta logo...". Foi muito gostoso o carinho do público.

Aqui — Com esse apelo do "Volta logo", pretendes abastecer ainda mais as tuas redes sociais nestes meses?
Tulio —
Tudo aquilo que eu puder contribuir, mostrando iniciativas legais, vou divulgar. Acabo abastecendo mais o Twitter. O que não eu gosto é de ostentação "Ah, olha eu aqui, olha eu lá" nem do tom "Olha como eles são bons, e nós somos ruins", longe disso! Quero mostrar coisas simples, que não são coisas minhas, mas que são muito legais.

Aqui — Na mala, vão lembranças tuas do Rio Grande do Sul?
Tulio —
Tá indo a camiseta do Inter! Todo gaúcho que sai daqui vai querer levar, de alguma forma, o seu time do coração. E os meus apetrechos de corrida também estão na mala. Corro há mais de dez anos.

Aqui — O inglês está afiado?
Tulio —
 As gurias (filhas) deram uma intensificada. Eu e a Fernanda, como moramos fora, conseguimos nos virar, mas sempre dá pra melhorar, claro. Lá, alugamos uma casa menor do que a nossa aqui em Porto Alegre. As gurias vão estudar em colégio público. Vamos ter uma vida mais simples. Esta é a proposta.

Leia mais sobre famosos e entretenimento

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros