Valdir dos Santos abre mostra neste domingo - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Arte em três tempos09/06/2017 | 15h30Atualizada em 09/06/2017 | 15h30

Valdir dos Santos abre mostra neste domingo

A exposição que ocorre no Césaros reúne três fases da produção artística

Valdir dos Santos abre mostra neste domingo Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS
Maristela Scheuer Deves
Maristela Scheuer Deves

maristela.deves@pioneiro.com

Valdir dos Santos produz arte há muito tempo. Desenha, pinta, escreve – em outras palavras, cria, nas mais variadas acepções desse verbo. Multifacetado, já teve suas obras expostas em mais de 30 mostras individuais e coletivas, e foi curador de outros tantos projetos culturais e artísticos. A partir deste domingo, um pouco de sua arte poderá ser conferida no restaurante Césaros, na mostra 3 Tempos ao mesmo Tempo.

A exposição — cujo objetivo é mostrar uma seleção do que Santos produziu nos últimos 15 anos — divide-se em três partes, que representam três fases distintas da sua produção artística:

— A que considero mais importante é a Visitantes Noturnos, uma série da qual eu gosto muito. Ela vem de uns 30 anos, e continua: pinto melhor à noite, na madrugada, com o silêncio, como se sentisse uma presença perto de mim. Às vezes sai algo mais dramático, às vezes mais tenso, ou mais alegre, traduzindo fielmente minhas oscilações emocionais — revela.

Leia mais
Miura, carro esportivo que virou mania nacional nas décadas de 1970 e 1980
Nivaldo Pereira: Gêmeos e o Brasil
Pedro Guerra: Eu odeio o WhatsApp
Atrações musicais para todos os gostos ocorrem neste domingo

Essa série, aliás, concentra metade das obras da exposição: 20 desenhos em técnica mista sobre papel 100% algodão, em formato 28cm x 55cm. As outras duas séries, representando duas outras fases do trabalho de Santos, contam cada uma com 10 obras. Em Imagens/Paisagens, produzida há alguns anos e nunca antes mostrada pelo artista, temos novamente técnica mista, dessa vez no formato 55cm x 74cm e com inspiração mais pontual: 

— Há uns 15 anos, estava viajando e acordei quando passávamos por um descampado. De um lado, a lua estava nascendo, e do outro, o sol se pondo. Guardei essa imagem, e nos quadros o primeiro plano tem movimento, com o sol e a lua fixos.

Nas peças da terceira fase, Espaços Ideológicos — produzidas em acrílico e técnica mista sobre telas de 60cm x 60cm —, Santos trabalha com cédulas de diferentes períodos monetários brasileiros e com as cores da bandeira. 

— Nessa série, costurei, colei, recortei, coloquei cédulas antigas. O resultado é algo forte e bem atual — diz o artista.

Embora a exposição sirva de certa forma para fechar um ciclo, Valdir dos Santos revela que uma das fases não será abandonada totalmente:

— Vou continuar com a Visitantes Noturnos, pois ela já se tornou algo característico meu.

A exposição poderá ser conferida no horário de funcionamento do restaurante Césaros (Rua Dal Canale, 2.217), de segunda a sexta, das 11h às 14h30min, e aos sábados e domingos, das 11h às 15h. Parte da renda com a venda das obras será revertida ao Lar da Velhice São Francisco de Assis.

Poesia

Outra faceta de Valdir dos Santos é a poesia — ele tem mais de 500 poemas inéditos, que está organizando e pretende, futuramente, transformar em livro.


 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros