Um passo a mais: a emocionante chegada ao Cebreiro - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Diário de viagem12/06/2017 | 14h23Atualizada em 13/06/2017 | 11h21

Um passo a mais: a emocionante chegada ao Cebreiro

Emilio Finger e Leidy Indicatti conquistaram outro ponto emblemático do caminho até Santiago de Compostela

Um passo a mais: a emocionante chegada ao Cebreiro Divulgação/
Foto: Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

Emilio Finger e Leidy Indicatti chegaram ao Cebreiro neste final de semana. O local é uma das etapas mais emblemáticas do caminho até Santiago de Compostela. Confira abaixo como foi o trajeto até esse ponto:

"No dia 9, dormimos no albergue de mais dois brasileiros. No jantar, tivemos até arroz com feijão (que saudades!). Visitamos o Castelo dos Templarios, em Ponferrada. Nesta cidade ocorrerá uma festa medieval tradicional no final do mês, é uma pena não poder estar aqui. 

Emilio caminhou 4 km até Villafranca. Eu e Renata fizemos um total de 27 km. Foi ótimo conhecê-la! Ela está fazendo seu segundo caminho junto com o pai. Chegamos super tarde e eles estavam nos esperando para o jantar.

Foi muito bonito quando ela, super emocionada, disse que aquele dia tinha sido o melhor deste caminho. Ela estava muito grata por ter nos encontrado. Amizades assim perduram uma vida inteira. Tenho certeza que vamos encontrá-los novamente!

Leia mais
MURAL: mande uma mensagem de apoio aos peregrinos!

No dia 10, chegamos ao Cebreiro. É sempre emocionante. Este vilarejo super antigo traz à tona toda a mística do Caminho de Santiago. Provavelmente de origem pré-romana, é a porta de entrada da Galícia. Fica a 1.300 metros de altitude e dizem que por aqui tudo é diferente.

Foto: Divulgação

O barulho do vento, a neblina, os sons da montanha. Suas antigas pallozas são construções circulares de pedra, onde viviam os antigos habitantes para se protegerem, sobretudo, da neve.

Também é importante salientar que, no final dos anos 50, partiu de um padre desde povoado a ideia de pintar as flechas amarelas para demarcar o Caminho de Santiago. Ele faleceu no final dos anos 80 e está enterrado aqui.

Foto: Divulgação

A subida para o Cebreiro é um dos grandes desafios dos peregrinos juntamente com os Pirineus e a Cruz de Ferro. No entanto, a paisagem das montanhas, vales, rios e bosques fazem com que essa dificuldade nem seja sentida. Ainda mais na primavera, com tanta vida pulsando. Emilio pegou um táxi até La Escuela e fez 3 km até o Cebreiro. Eu fiquei em La Portela de Valcarce e fiz 15 km até o Cebreiro.

Nos encontramos no Albergue Municipal no início da tarde e (aleluia) conseguimos lugar naquele concorrido lugar. Vimos o pôr do sol e percebemos que sim, há muita magia nesse local!"

Clique na imagem abaixo para conferir o diário de viagem completo e deixar uma mensagem para a dupla de peregrinos: 

Um passo a mais


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPolícia Civil conclui que comerciante foi morta em discussão sobre troco de cerveja em Caxias do Sul https://t.co/Q7gYdIVYWX #pioneirohá 6 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.com"Queremos sonhar um pouco mais alto", diz presidente do Juventude após manter Tiago Marques no Jaconi https://t.co/U2tj5MNfoH #pioneirohá 6 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros