"Música é bálsamo para a alma", afirma Salgadinho, que se apresenta nesta quinta-feira, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

De volta aos anos 199022/06/2017 | 09h04Atualizada em 22/06/2017 | 09h04

"Música é bálsamo para a alma", afirma Salgadinho, que se apresenta nesta quinta-feira, em Caxias

Em show no Bar do Luizinho, ex-Katinguelê mesclará hits que o consagraram a canções mais recentes

"Música é bálsamo para a alma", afirma Salgadinho, que se apresenta nesta quinta-feira, em Caxias Thiago Stancev/Divulgação
Cantor foi um dos primeiros a quebrar barreira social do gênero Foto: Thiago Stancev / Divulgação

"Música é remédio. É bálsamo para a alma."

O pagodeiro Salgadinho mergulha fundo na emoção ao tentar explicar por que suas músicas, de quase três décadas atrás, ainda conquistam uma legião de fãs Brasil afora. Quem for ao Bar do Luizinho nesta quinta-feira (22) à noite poderá voltar um pouco no tempo e cantar sucessos da carreira do artista, que atingiu o auge nos anos 1990 à frente do grupo Katinguelê. A turma das antigas certamente se lembra de hits como Recado à Minha Amada (Lua vai iluminar os pensamentos dela...), Engraçadinha (Engraçadinha, linda de viver, tão linda...) e Inaraí (Inara, Inara, Inaraí...), que ainda fazem sucesso toda vez que tocam. Aos 47 anos, o cantor e compositor é um dos principais nomes do movimento noventista que há pelo menos quatro anos reviveu o chamado Pagode 90. Em 2013, ele e Chrigor (ExaltaSamba) e Marcio Art (Art Popular) lançaram o projeto Amigos do Pagode 90, injetando um ar retrô em um cenário então dominado por grupos fortemente comerciais.

– Quando a gente começou a trilha do pagode 90, não tinha o pagode comercial como ele é conhecido hoje. A gente foi pioneiro nessa questão de quebrar a barreira social e do preconceito. Então a gente tinha muita liberdade para cada um no seu estilo fazer sua música acontecer com muita alegria – lembra.

Foto: Divulgação / Divulgação

Deu tão certo que até hoje faz sucesso. Para o show desta noite, Salgadinho promete animar o público com um repertório baseado em canções dos anos 90, com pitadas de músicas mais recentes, como as únicas inéditas incluídas no DVD solo Minha Verdade, lançado em 2016: Pode até durar, em parceria com o filho, Paulo Victor e o grupo de black music romântica Sampa Crew, e Que paixão tão linda é essa, com Tunico da Vila, filho de Martinho da Vila.

– Algumas músicas têm mais apelo que outras, mas mais de 70% do nosso repertório faz sucesso porque traz lembranças boas. E não é só a questão de relembrar. Hoje a gente consegue atingir muito o público jovem. Não que nós sejamos velhos (risos). Conseguimos interagir bem com essa galera – comemora.

Ele também fala com orgulho sobre ser visto como referência para as gerações de pagodeiros que o sucederam.

– Saber que o trabalho da galera é fundamentado com base no trabalho da gente nos dá orgulho por saber que, de certa forma, demos uma contribuição – acredita.

E ao falar sobre sucesso, sugere a verdade como item indispensável.

– Não pode criar expectativa pelo sucesso nunca, em nenhuma área profissional. Se você for verdadeiro, você pode ter sucesso na sua carreira e sua música pode fazer sucesso – completa.

Agende-se:
:: O quê:
Salgadinho em Caxias do Sul.
:: Quando: quinta (22), às 22h. O bar abre às 18h.
:: Onde: Bar do Luizinho (Rua Jacob Luchesi, 3.074, Caxias do Sul % 3211-4080).
:: Quanto: R$ 15 (elas) e R$ 20 (eles).

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comFacebook sai do ar e usuários relatam instabilidade no Twitter https://t.co/4YrYFneu2t #pioneirohá 9 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPMs comunitários de Caxias do Sul podem não mais morar em suas comunidades de atuação https://t.co/K4ltQR410e #pioneirohá 25 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros