Exposição "Discedenza Italiana", abre nesta quinta, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Arte plural08/06/2017 | 16h33Atualizada em 08/06/2017 | 16h37

Exposição "Discedenza Italiana", abre nesta quinta, em Caxias

Mostra segue abertura durante um mês na loja Dell Anno

Exposição "Discedenza Italiana", abre nesta quinta, em Caxias Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

A arte ganha novos espaços com a exposição Discendenza Italiana, de Genoveva Finkler e Diego Boschetti, que abre hoje, na loja Dell Anno, em Caxias. De uma pluralidade intensa, os trabalhos dos artistas tratam a cultura italiana com sensibilidade e muita cor.

Com mais de 50 anos de estrada, Geno traz em suas telas a sensível maturidade conquistada através dos anos. Ao tempo em que retrata personagens expressivos, com olhos e mãos realistas, nos trazendo o símbolo do trabalho e da ternura que tanto marca o descendentes italianos, a artista também decora os longos corredores da exposição com figuras pequenas de contornos turvos e inacabados, trazendo em sua obra a própria dificuldade humana em demarcar-se e reconhecer-se, traços característicos daqueles que acabavam de deixar sua terra. Esses rostos infantis conversam suavemente com a jovialidade da artista.

Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

— Essa temática dos imigrantes foi muito legal. Quando recebemos essa proposta, eu e o Diego resolvemos fazer juntos. Essa deve ser a minha penúltima exposição. A minha última vai ser em Caxias, na Casa das Etnias, ainda este ano talvez — conta.

Geno conta que vai usar o tempo livre para se dedicar aos livros, à sua horta e aos netos:

— Sempre trabalhei muito, agora quero me aposentar. Me acomodar. Sempre digo: meu pai foi embora com 97, falta 21 anos pra mim. Então, nesses 21, eu quero me cuidar.

Junto à ela, Diego traz a vivacidade da juventude em suas telas. Em fundos predominantemente brancos, ele combina uma intensa explosão de cores com a delicadeza e ironia de personagens do cotidiano: um sapato, pássaros, vacas, galinhas e cachorros tornam-se fonte de reflexão - como tudo é, quando encarado em uma tela. Os olhos por vezes vazados e por vezes detalhados demais retratam os valores daquilo que é retratado na tela. 

Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Apesar dos traços levemente impressionistas, Diego não se enquadra em estilos:

— Meu trabalho é um gravurado, mas não dá pra decidir se ele fica na imagem contemporânea ou se aplica em algo mais vintage. Por exemplo, o sigilo que eu uso se utilizava para lacrar as correspondências antigas, é algo bem medieval. Se olhar algumas das minhas pinturas, também tem um toque da folheação de ouro, mas ao mesmo tempo traz um traço moderno. Não consigo fazer essa classificação da minha arte, porque ao meu ver as duas coisas moram ali sem brigar.

Agende-se

O quê: exposição Discendenza Italiana, de Genoveva Finkler e Diego Boschetti

Onde: Dell Ano (Rua Guerino Sanvitto, 939)

Quando: abertura nesta quinta, às 18h30min. A visitação segue durante um mês.

Quanto: entrada gratuita.




 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comDeputado federal defende radicalização da democracia https://t.co/Erj8dnurxs #pioneirohá 1 minutoRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAudiência no Ministério da Fazenda reivindica estímulo à exportação de pellets https://t.co/QbaP5nUvZx #pioneirohá 41 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros