3por4: Futuro do Financiarte é debatido em sessão da Câmara de Vereadores de Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Verbas08/06/2017 | 12h00Atualizada em 08/06/2017 | 12h07

3por4: Futuro do Financiarte é debatido em sessão da Câmara de Vereadores de Caxias

Conselho Municipal de Política Cultural ocupou a tribuna nesta quinta

3por4: Futuro do Financiarte é debatido em sessão da Câmara de Vereadores de Caxias Clever Moreira/Divulgação
Caliandra Troian, presidente do Conselho Municipal de Política Cultural, discursou na Câmara  Foto: Clever Moreira / Divulgação

O Conselho Municipal de Política Cultural levou para a Câmara de Vereadores questionamentos quanto a definições no Financiamento da Arte e Cultura Caxiense (Financiarte). Na manhã desta quinta, a presidente do conselho, Caliandra Troian, e o produtor cultural e cineasta Robinson Cabral discursaram enfatizando a importância do cumprimento da lei que prevê o Financiarte. 

Leia mais:
3por4: Prefeitura diz que fim do Financiarte não é cogitado, mas não convence comunidade cultural caxiense
3por4: Possíveis cortes no Financiarte mobilizam comunidade artística caxiense


Um dos desdobramentos da sessão ordinária foi a aprovação, por unanimidade, de um pedido de informações ao Executivo sobre data e valores referentes ao edital do Financiarte. O documento pontua três questões principais: se haverá Financiarte em 2017; qual será a data de inscrição dos projetos e qual o valor será destinado.

— No ano de 2016, foram 71 projetos contemplados, num valor de R$ 2,3 milhões. (...) Sabemos das prioridades de segurança, saúde e educação, mas penso que áreas como esporte e cultura devam ser muito valorizadas, pois proporcionam mais saúde. Há estudos que apontam que a cada cada R$ 1 investido em cultura, são R$ 4 poupados em saúde — justificou o vereador Ricardo Daneluz (PDT), autor do pedido de informações.

Durante a sessão, o presidente da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo da Câmara, Edson da Rosa (PMDB), também se pronunciou a favor da comunidade cultural.

— Os trabalhadores da cultura estão se sentido órfãos, eles não estão conseguindo conversar, eles não estão conseguindo perceber ali na frente uma situação nova para eles — revelou o vereador.

Durante a tarde de quarta, a comissão presidida por Edson da Rosa recebeu os conselhos de Política Cultural e de Desportos. Depois de ouvir os anseios de ambas as áreas, ficou decidido que a comissão cobrará posição da prefeitura por meio de reunião com com secretário de Gestão e Finanças, José Alfredo Duarte Filho, marcada para a próxima terça-feira.  

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros