Um passo a mais: coincidências em um albergue de St. Jean - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Diário de viagem28/05/2017 | 15h49Atualizada em 30/05/2017 | 11h03

Um passo a mais: coincidências em um albergue de St. Jean

Acompanhe a jornada de Leidy Indicatti e Emílio Finger até Santiago de Compostela

Um passo a mais: coincidências em um albergue de St. Jean Divulgação/
Foto: Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

As coincidências começam a acontecer. Mais uma recepção calorosa: encontramos Tatiana, uma escritora de Porto Alegre que está fazendo seu terceiro Caminho. Ela iniciou seu Caminho em Lourdes e presenteou Emílio com uma oração de Nossa Senhora de Lourdes. Foi muito emocionante pois a descoberta da doença do Emílio, quando este era bebê, teve relação direta com um terço de N.S. de Lourdes que sua babá (também chamada Lourdes) mostrava para ele. Ele sempre tentava, com suas mãozinhas, pegar o terço das mãos da babá. Até que um dia ele não movimentou os braços. Foi neste instante que Lourdes descobriu que ele estava doente.

Leia mais
MURAL: mande uma mensagem de apoio aos peregrinos!
Começa a caminhada até Santiago de Compostela
Dupla de peregrinos chega à Europa
Começa a aventura do empresário de Caxias até Santiago de Compostela
Empresário com paralisia vai percorrer o caminho de Santiago de Compostela

A escolha deste albergue em St. Jean foi proposital. Para que Emílio pudesse entrar de corpo e alma nesta experiência, reservei um albergue mais do que especial. Fomos muito bem recebidos pelo hospitaleiro Joseph, que nos orientou acerca dos horários. O jantar comunitário (onde conheceremos nossa primeira família do Caminho) é vegetariano e servido as 19h30min em um espaço simples, mas lindamente decorado no jardim do albergue.

— Como já imaginávamos, o jantar foi sensacional. Nos apresentamos e todos se emocionaram com a história do Emílio. Também nos emocionamos com a história de uma família que está caminhando. O que eles buscam? Forças para lidar com a doença de um ente querido que foi diagnosticado com esclerose múltipla.

Às 22h, a porta do albergue é fechada e as 22h30min as luzes se apagam e o silêncio deve reinar, para que todos possamos ter uma boa noite de sono, recarregando assim as nossas energias.

Clique na imagem abaixo para acompanhar o diário de viagem do Emílio e deixar uma mensagem de apoio aos peregrinos:

Um passo a mais


 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPrefeitura de Caxias confirma parceria para retomar atendimentos de fisioterapia para Apae https://t.co/MJOm89Wnd5 #pioneirohá 7 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comAgenda: Alegre Correa é o convidado do projeto Tum Tum Oficinas de agosto, em Caxias https://t.co/Ar3bGMYALs #pioneirohá 8 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros