Memória: gauchão 2017 no Estádio Centenário - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Futebol05/05/2017 | 10h00Atualizada em 05/05/2017 | 10h00

Memória: gauchão 2017 no Estádio Centenário

No futebol, a década de 1970 ficou marcada pela construção dos estádios Alfredo Jaconi do Esporte Clube Juventude e Centenário, da SER Caxias.

Memória: gauchão 2017 no Estádio Centenário Osny Freitas de Oliveira/Divulgação
Foto: Osny Freitas de Oliveira / Divulgação

Na realidade nacional, Caxias do Sul possui uma estrutura esportiva de excelente qualidade. No futebol, a década de 1970 ficou marcada pela construção dos estádios Alfredo Jaconi do Esporte Clube Juventude e Centenário, da SER Caxias.

Nas imagens, registradas em setembro de 1975, percebe-se a fase inicial da construção do estádio do Caxias. A execução da obra foi liderada pelo empresário Francisco Stedile, que desempenhava a função de presidente. O projeto era acompanhado diariamente  pelos companheiros Mário Polesso e Laerte dos Reis. Naquela época, o sonho de inaugurar um majestoso estádio também recebeu apoio dos abnegados dirigentes Dimas Salvi, Vigilio Battisti, Vicente Galichio, Irineu Pessini, Francisco Grezzana, Gastão de Oliveira, Nelson Ruaro, Aldemiro Ulian, entre outros.

Foto: Osny Freitas de Oliveira / Divulgação

O Estádio Centenário foi inaugurado em setembro de 1976, num momento especial da SER Caxias, que participava pela primeira vez da elite do futebol brasileiro. O espírito esportivo contagiou os integrantes da  Tosca,  comandada por Germano Rigotto, inspirando Dirceu Soares a criar o hino do clube.

Leia mais
A Brasdiesel na imprensa caxiense
O início da carreira de Aristides Bertuol

Espaço acolhedor

Foto: Osny Freitas de Oliveira / Divulgação

Neste domingo, o Estádio Centenário recebe total atenção da imprensa esportiva gaúcha. A  decisão do Gauchão 2017, entre Novo Hamburgo e Internacional, foi deslocada para Caxias do Sul devido à alegação da falta de condições no Estádio do Vale.

Não é a primeira vez que Caxias do Sul colabora com o bom andamento do futebol. Quando o Beira-Rio (2014) estava sendo reformado, o Inter disputava o campeonato brasileiro em Caxias.

Além do estádio confortável e espaçoso, a cidade está preparada para receber a alegria dos torcedores do Novo Hamburgo e Internacional  em sua  sofisticada rede hoteleira e restaurantes requintados. Na foto, uma imagem do Centenário em 1978.

Jogo histórico da inauguração em 1976

Foto: Osny Freitas de Oliveira / Divulgação

A inauguração do estádio Centenário, em 12 de setembro de 1976, está carregada de simbologia na memória do torcedor grená. Numa aprazível tarde de domingo, com as arquibancadas lotadas, o poderoso Internacional foi derrotado por 2 a 1. O Inter, que seria bi-campeão brasileiro, não suportou o entrosamento da equipe grená. A SER Caxias tinha Bagatini no gol e um elenco de personalidades formado por Sergio Vieira, Cedenir, Luis Felipe, Claudinho, Zé Guimarães. No jogo que surpreendeu os colorados, destacou-se a estreia de Bebeto, o Canhão da Serra, que fez o gol da vitória.

Na foto, percebe-se os dois times durante a execução do Hino Nacional. Bagatini jogou pelo inter em 1978.

Confira outras publicações da coluna Memória

Leia antigos conteúdos do blog Memória



 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comEm jogo decidido no detalhe, Apahand estreia com derrota na Liga Nacional Feminina https://t.co/GDUXZ9GeH4 #pioneirohá 1 horaRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comJuventude x América-MG: tudo o que você precisa saber sobre a partida https://t.co/ZnPEcuabQk #pioneirohá 3 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros