Quinquilharias podem virar peças que decoram e energizam ambientes - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Decoração07/04/2017 | 15h48Atualizada em 09/04/2017 | 16h51

Quinquilharias podem virar peças que decoram e energizam ambientes

Garrafas de todos os tipos e restos de pedrarias de qualquer modelo são matéria-prima à criação

Quinquilharias podem virar peças que decoram e energizam ambientes Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Com criatividade, Gê Frank reutiliza diversos objetos Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

Garrafas (de qualquer tipo) e restos de pedrarias (de qualquer modelo) podem virar peças que decoram e energizam seu ambiente. Basta um pouco de talento. Feitas pelas mãos de uma artesã experiente, então, se tornam obras de arte. É o caso da artista Gê Frank, 69 anos.

Leia mais
Como rótulos de cerveja estimulam os consumidores a comprar determinada marca
Caxiense que já experimentou 999 cervejas fabrica a milésima para brindar com os parceiros de copo 
Produtores de queijo serrano artesanal comemoram lei que regulamenta atividade
Confira receitas doces ou salgadas com chocolate e fuja do óbvio na Páscoa


Fascinada por vidros e cristais, ela viu o porão de sua casa ser tomado por garrafas (vazias) de vinho, licor, uísque e suco. Ela costuma guardar tudo, mesmo alguma peça quebrada. Em suas gavetas, colares, anéis, pulseiras e brincos eram tomados pelo pó. No seu ateliê, cerca de 200 quilos de pedrarias (entre elas, pérolas) e vários retalhos de pano nobre, adquiridos durante suas viagens ao Exterior também aguardavam uma função. Decidiu que daria um destino nobre para tudo isso. Deu certo. As garrafas ganharam cores vibrantes e brilho, muito brilho.

— Dá para reutilizar tudo. Basta um pouco de criatividade — diz.

Uma garrafa de vinho, por exemplo, que estava na adega desde 1975, foi forrada de pérolas em tons nude. Para amenizar o vidro escuro, passou duas camadas de spray automotivo branco. As pérolas foram alinhavadas por uma linha de nylon que foi colada ao vidro. Outra garrafa comum de vinho, ganhou ares de reinado.

— Para ser considerada uma rainha, tem que ter coroa, um cachorro (com pedigree) e um sapato de salto — explica Gê.

Todos esses elementos estão presentes na peça. O cão está no tecido que revestiu o vidro, a coroa de brilhantes está na tampa e o calçado no pingente que adorna o gargalo da garrafa. 

O poder do cristal

Está comprovado que os cristais são condutores de energias. Esotericamente são utilizados para curas, meditações, energização de ambientes, pessoas, plantas e animais. Quanto mais refletem (espelhos, sol, vidros), melhor. Por isso, as peças da artesã Gê Frank se destacam. Além da beleza, elas transmitem muita energia e vibração.Em umas de suas viagens à Itália, em 1998, trouxe cerca de 20 medalhões de seda:

— Guardei em uma caixa e nunca mais peguei.

Revirando os recantos do ateliê, os redescobriu. Escolheu uma garrafa vazia de vinho comum, forrou com renda francesa (cerca de 20 cm), colou um dos medalhões na parte frontal, adicionou uma bola de cristal no lugar da rolha e, pronto. A peça passou a iluminar o ambiente.

Fica a dica para remexer seus armários e dar vida a artigos que já fazem parte do passado.

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comLiminar garante que R$ 69 milhões sequestrados das contas de Caxias não irá para precatórios https://t.co/7G8UF8aRTO #pioneirohá 3 horas Retweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comHomem é atropelado ao tentar cruzar a BR-116, em Caxias do Sul https://t.co/KVN1xaGViL #pioneirohá 4 horas Retweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros