Francisco Michielin: previdência para os bandidos - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Opinião06/04/2017 | 09h00Atualizada em 13/04/2017 | 14h22

Francisco Michielin: previdência para os bandidos

"Onde se demonstra que os marginais estão sendo injustiçados"

Francisco Michielin
Francisco Michielin

franmcf@terra.com.br

Ultimamente, ando assolado por pesos na consciência. Não tenho dormido legal, com a mente entorpecida e a alma em desassossego. Mal consigo concatenar ideias, perdendo todo foco de concentração. Só penso numa única coisa, perturbado por miasmas que me perseguem e me atormentam. E não é para menos. Sou um cara com deveres de cidadania.

Perdoem-me, mas não suportando essa agonia, eu preciso desabafar e desembuchar. Como não me indignar se não vejo e não escuto ninguém se manifestar a favor da previdência para os criminosos? Uma barbaridade que afronta os direitos humanos. Que mania é essa de só pensar naqueles "vadios" que trabalham só até os 69 anos, um prazo muito curto. Não vou ficar de boca fechada.

Leia mais
Frei Jaime: Há um tempo para cada coisa
Ciro Fabres: almas brutas
Natalia Borges Polesso: ser escritor/a

Ponham-se nos lugares dos pobres bandidos e me digam se não tenho razão. Pensem nos familiares deles. Como irão viver na aposentadoria? Baita injustiça: nada lhes está previsto. Eu sei, eles já são assalariados na cadeia e até podem pedir indenizações pela imundície das celas. Mas, isso vale só quando jovens e "batalhadores" na ativa. E ao envelhecerem? Nenhum bônus para os marginais idosos? Coitados, destinados a viverem seus últimos anos livres, porém na miséria! Olhem a mulher do Cabral brincando com seus filhinhos e suas joias.

Por favor, e por piedade, Ministro Meirelles. Tenha dó e tenha paciência. Seja generoso em conceder aos ladrões o que meritoriamente é deles. Não, não me refiro aos tradicionais contumazes safados do Planalto. Esses, já forraram a burra, tem dólares saindo pelas cuecas e pelo ladrão — quer dizer por eles mesmos. Saiba que o Crime Organizado vai botar a boca no trombone. Tolerância zero com os babacas honestos! Esses filhos da mãe que paguem o pato até o cemitério. Uma vez aposentados, se der tempo, ao invés do formulário de pensionistas, entreguem-lhes o atestado de óbito. E em suas lápides escrevam epitáfios como: "o trabalho enobrece" ou "esse besta trabalhou até morrer"...

Já os malfeitores pela profissão de risco podem ser mortos "acidentalmente" por uma "bala perdida" em plena missão. Justo que recebam décimo-terceiro, abono de férias e custeio das excessivas horas-extras. Tudo assinadinho em carteira. Após dez anos de produtiva atividade, não importando a faixa etária, serão automaticamente jubilados com salário de Senador. Enquanto isso, os imbecis que ralem e se aposentem pouco antes de cair na cova rasa — se é que não partiram antes dessa para melhor. O que me faz parodiar: "Ladrão que rouba ladrão tem cem anos de pensão"...



 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comUm passo a mais: começa a caminhada até Santiago de Compostela https://t.co/RMDAiMHQVQ #pioneirohá 17 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comDois homens são mortos após briga generalizada em São José dos Ausentes https://t.co/CjEcTNIB4B #pioneirohá 23 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros