Espetáculo "Hard Times" tem sessões nesta sexta e sábado em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Dança28/04/2017 | 11h00Atualizada em 28/04/2017 | 11h25

Espetáculo "Hard Times" tem sessões nesta sexta e sábado em Caxias

Projeto lança olhar ao atual momento vivido pelo país a partir da técnica da pole dance

Espetáculo "Hard Times" tem sessões nesta sexta e sábado em Caxias Paulo Pretz/divulgação
Em cena, os seis bailarinos desafiam as leis da gravidade realizando os movimentos suspensos em barras de ferro Foto: Paulo Pretz / divulgação

A bailarina e coreógrafa Paula Giusto buscou na instabilidade política e econômica em que se encontra o Brasil a inspiração para o espetáculo Hard Times, que tem sessões sexta e sábado, em Caxias do Sul. Essencialmente de dança contemporânea, o projeto lança um olhar ao atual momento vivido pelo país a partir da técnica da pole dance, em que os movimentos são realizados pelos artistas suspensos em barras de ferro. A montagem estreou em novembro do ano passado, como parte da programação do Mississippi Delta Blues Festival.

– A ideia surgiu no fim de 2015, em função de todo o contexto que estávamos vivendo na política e das dificuldades pelas quais o país passa. Daí o nome Hard Times (tempos difíceis) – lembra Paula.

"Presos" em uma cela que envolve todo o palco, seis bailarinos contemporâneos profissionais – Uelinton Canedo, Tábata Faé, David Cruz, Pedro Coelho, Assaury Gonçalves e a própria Paula Giusto – fazem analogia aos desafios e dilemas cotidianos em um cenário composto por traves de metal. Uma referência explícita às diversas prisões em que o ser humano acaba se enclausurando. 

O principal desafio para os bailarinos, segundo Paula, foi manterem-se na vertical e nas alturas, uma vez que normalmente os trabalhos em dança contemporânea são executadas no solo.

– Nenhum dos bailarinos faz pole dance, então tivemos de aprender as técnicas de trava que o pole dance exige. Ficamos brigando o tempo inteiro contra as leis da física, contra a gravidade. E o material da trave é ferro. Com os movimentos, se a pessoa sua, ela desliza. Também tivemos de trabalhar grupos musculares que na pole dance são mais exigidos do que na dança, como braços e pernas – explica a coreógrafa, acrescentando que o grupo teve treinamento com a professora Tisi Tieppo, do Studio Rosa, de Caxias do Sul.

Completa o clima a trilha sonora ao vivo da banda Lara & Jackpot Band. Uniformizados com macacões de operários, os músicos Bruno Lara, Mauro Caldart e Jayson Mross ficam junto aos bailarinos e ao público encarcerado.

Programe-se
:: O que:
espetáculo de dança Hard Times
:: Quando: sexta (28) e sábado (29), às 20h
:: Onde: Sala de Teatro Prof. Valentim Lazzarotto, no Centro de Cultura Ordovás (Rua Luiz Antunes, 312, bairro Panazzolo, Caxias do Sul)
:: Quanto: gratuito

Outras atividades
:: Hard Times integra as comemorações do Dia Internacional da Dança, lembrado no domingo. Na próxima segunda-feira, dia 1º, a partir das 14h, no portão principal da Maesa, na Rua Plácido de Castro, haverá apresentações da Cia. Municipal de Dança e dos grupos Essência Crew, Escola Na Ponta do Pé, Escola Oito Tempos, Estúdio Yalla, Ballet Margot, Cia Matheus Brusa e La Cueva.

:: A Mostra Bento-gonçalvense de Dança prossegue neste fim de semana com apresentações e oficinas. Nesta sexta, no Shopping L¿America (entrada franca), e domingo (R$ 10), na Casa das Artes, haverá performances de grupos locais, a partir das 19h. Sábado, das 13h às 17h, serão realizadas oficinas na Casa das Artes. Inscrições gratuitas podem ser feitas pela manhã.

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros