Nivaldo Pereira: um mundo doente - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Opinião31/03/2017 | 16h00Atualizada em 31/03/2017 | 16h00

Nivaldo Pereira: um mundo doente

O espelho disso está nos cardumes-multidões frustrados e revoltados ante a percepção geral de enganos e manipulações

Nivaldo Pereira: um mundo doente Charles Segat/
Foto: Charles Segat
Nivaldo Pereira
Nivaldo Pereira

nivaldope@uol.com.br

Ponho-me a "astrologar" sobre um fenômeno que me deixa entre a perplexidade e o terror: a cidade está invadida por farmácias! Pelas ruas centrais, não andamos cem metros sem topar com uma novíssima loja. Dá-lhe, indústria do remédio! Conclusão óbvia: estamos gravemente doentes. Oh, céus, o que fazer? Como o fenômeno parece ser global, busco pistas simbólicas nos ciclos dos planetas ligados ao coletivo, Urano, Netuno e Plutão.

Leia mais
Blogueiras dão dicas para gurias que não querem seguir a tradição nas festas de 15 anos
Miss Plus Size nacional irradia autoestima e fala sobre amar o corpo
Leticia Datena escolhe as paisagens da Serra para ensaio da Playboy de abril


De imediato, lembro que medicamentos são associados a Netuno, em seu efeito saneador e anestésico. Netuno anda fortalecido por transitar em seu próprio signo, Peixes, até 2026. O espelho disso está nos cardumes-multidões frustrados e revoltados ante a percepção geral de enganos e manipulações. Uns buscam salvadores ou novas alienações. Outros se entorpecem como podem – e adoecem –, para fugir da crueza exposta pela passagem de Plutão por Capricórnio, até 2024. Plutão expõe o oculto da velha ordem consumista, com uma crise violenta nos sistemas de governo e produção, que reagem com tiranias antes de ruir de vez. Um mundo doente cambaleia. Sim, carecemos de cura. Mas não é com mais farmácias que seremos salvos. Aliás, essa solução material não passa de mais uma ação da velha ordem. Mais consumo! Mais ilusão!

Aí é que entra em cena Urano, girando em Áries até março de 2019, atiçando inovações e rebeliões. Se o caos é inevitável, o impulso por mudanças se faz urgente. Se corremos o risco de apostar em líderes extremistas (Hitler subiu ao poder na passagem anterior de Urano por Áries!), também podemos resgatar o sentido holístico da humanidade. Urano tem relação com o alternativo, o ecológico. Pois está tudo conectado: o homem, seus hábitos, suas emoções, seu alimento, seu ar, seu planeta. Sem pensar também no entorno e na rede de relações com os semelhantes, não há cura possível. Neste mês de Áries, sejamos corajosos para semear o futuro. Sejamos ousados e criativos. Um outro mundo – mais saudável – é possível. E, em Áries, começa com cada ação individual. Bora lá? 

 

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros