Tradicional receita de Natal reforça laços entre três gerações de mulheres, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Gastronomia17/12/2016 | 06h16Atualizada em 18/12/2016 | 16h10

Tradicional receita de Natal reforça laços entre três gerações de mulheres, em Caxias

Aprenda a fazer deliciosos biscoitos para esta época do ano

Tradicional receita de Natal reforça laços entre três gerações de mulheres, em Caxias Felipe Nyland/Agencia RBS
Da esquerda para a direita, Carolina, Mônica, Daniela, Iris, Débora e Edith: união, carinho e saborosos biscoitos de Natal Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

Na casa da família Bonatto, a cozinha é um ambiente que transborda fraternidade. Se você for convidado a uma visita nesta época do ano, será impossível não dar uma passadinha no coração da residência, que fica em Galópolis. Não só porque de lá vem um maravilhoso aroma de biscoitos natalinos, mas também porque lá dentro estão três gerações de mulheres fortes, divertidas e cheias de histórias. Nessa família, a deliciosa receita germânica não é a única compartilhada de mãe para filha há anos. Há ainda o carinho imenso que uma tem pela outra – com certeza o ingrediente mais especial de todos.

– A gente ri muito, fala coisas do passado. Quando estamos juntas aqui, elas lembram a parte boa da infância. É uma terapia para elas, e para a gente também – comenta a anfitriã da casa, Mônica Dalcorno Bonatto, 49 anos, referindo-se à mãe, Iris Therezinha Dalcorno, 76, e à tia Edith Hahn de Castro, 81.

Leia mais
Meninas Cantoras de Nova Petrópolis & Fran Duarte fazem show neste sábado, em Caxias
3por4: La Abuela Cumbiambera toca festa latina neste sábado na Paralela
3por4: Festa Colours traz Elekfantz e Gui Boratto neste sábado no Jockey Clube


As cozinheiras mais experientes aprenderam a receita do biscoito natalino com a mãe delas, como uma tradição no fim do ano e na Páscoa. Enquanto colocam a mão na massa, literalmente, elas vão se lembrando da própria história da família, natural de Feliz.

– A nossa mãe tinha uma caixa de madeira, que ela enchia com esses biscoitos – lembra Iris.

– Daí ela escondia para a gente não comer tudo. Mas a Inês (irmã já falecida) achava os esconderijos e nos convidava para comer com ela – ri Edith.

Felizmente, hoje ninguém mais poupa biscoito na família. Pelo contrário, o grupo costuma ir para a cozinha várias vezes nesta época do ano para dar conta da produção tão apreciada. Elas não vendem os biscoitos – apesar dos pedidos constantes –, mas recebem todas as visitas com uma deliciosa bandeja deles, além de dar de presente a amigos e, claro, do consumo próprio.

– Eu como esses biscoitos todas as manhãs – conta Carolina Bonatto, 22, filha de Mônica e a mais nova no grupo que povoa a cozinha para a produção de biscoitos.

Cacá, como é chamada carinhosamente, é sempre uma das mais empolgadas na cozinha. Devidamente ¿uniformizada¿ com um gorro de Papai Noel, ela transita entre a mãe, a irmã, a tia, a vó e a tia-avó oferecendo ajuda e incentivando o protagonismo de cada uma. A jovem conta que a vó Iris sofreu um AVC alguns anos atrás e chegou a pensar que não poderia mais fazer os biscoitos. Graças à união do grupo e à vontade de manter a tradição tão saborosa, a cozinha ganhou Dona Iris de volta.

– É um presente de Deus ter todas elas reunidas aqui. Eu amo o Natal por isso, pela união da família – sintetiza Cacá.

– É um orgulho ver todas juntas, uma questão de carinho e amor – completa a irmã dela, Débora, 29.

Receita está na família há cerca de um século Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

De geração para geração

A valiosa receita dos biscoitos da família está escrita num pedaço destacado de folha de caderno. As manchas no papel denunciam sua idade, apesar de nenhuma das mulheres lembrar exatamente quando e por quem o ¿documento¿ foi transcrito. Mônica Dalcorno Bonatto desconfia que a receita esteja na família há mais de um século e por isso faz questão de manter a tradição que aprendeu com a mãe, Iris Therezinha Dalcorno. A diferença é que ela resolveu passar a receita adiante (para as filhas, no caso) um pouco antes da mãe.

– A mãe costumava fazer biscoitos enquanto estávamos dormindo, a gente não podia ver porque acreditávamos que era o Papai Noel quem trazia – lembra Mônica.

– Até os 15 anos, ainda acreditavam – sorri Iris.

– Mas com minhas filhas já coloquei trabalhar na cozinha cedo – brinca Mônica.

Hoje em dia, as filhas Carolina e Débora também sentem-se nostálgicas com a produção de biscoitos de Natal.

– Nossa alegria na infância sempre foi ir para a praia e comer esses biscoitos – diz Cacá, sobre os veraneios da família em Curumim, sempre ao lado de muitas delícias produzidas pelas matriarcas.

– Lanche na beira do mar não era picolé, sempre foi com os biscoitos de Natal – lembra Mônica.

Os momentos passados em família são muito valorizados palas ¿cozinheiras¿ mais novas. Estudante de Ciências Contábeis, Carolina sonha transformar a tradição da família em negócio. Planeja cursar Gastronomia e abrir um café, com a presença garantida dos biscoitos. Mas enquanto isso não acontece, só mesmo indo tomar um chimarrão na casa da família para poder conhecer o sabor do Natal com assinatura dessa mulherada.

– O quilo desses biscoitos não tem preço – sentencia Daniela Dalcorno, tia de Cacá.

Produção é tradicional na época do Natal e da Páscoa Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

RECEITA DOS BISCOITOS DE NATAL

Ingredientes
:: 5 ovos inteiros + 3 gemas
:: 3 xícaras de açúcar
:: 1 xícara de nata ou 1 tablete de manteiga
:: 2 colheres de banha
:: 2 1/2 xícaras de leite quente
:: 150 gramas de sal amoníaco
:: farinha de trigo
:: essência de baunilha e raspas de limão a gosto

Para a cobertura
:: 3 claras (gemas vão na massa)
:: 3 xícaras de açúcar de confeiteiro

Modo de preparo
1. Em uma batedeira, coloque o açúcar e os ovos. Aos poucos, adicione a nata e a banha.
2. Esquente o leite e adicione o sal amoníaco. Acrescente à mistura.
3. Coloque as raspas de  limão e a baunilha.
4. Adicione a farinha até dar o ponto da massa.
5. Abra a massa com um rolo até deixá-la numa espessura fininha.
6. Modele os biscoitos com as forminhas de sua preferência.
7. Leve os biscoitos ao forno numa temperatura de 180 graus. Retire assim que estiverem dourados.
8. Para a cobertura, bata as claras e o açúcar na batedeira. Se a cobertura demorar para endurecer tem que ir colocando mais açúcar. Depois pincele em cima dos biscoitos e salpique com confeitos.



 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comPolícia prende quadrilha envolvida em esquema de tele-entrega de cocaína em Bento Gonçalves https://t.co/HJQ9xo7G4R #pioneirohá 2 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comSão José dos Ausentes registra mínima de 1,9ºC nesta quinta-feira https://t.co/hV33DdQKDF #pioneirohá 27 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros