Do carisma de Bob Stroger aos clássicos de Raul Seixas: a primeira noite do MDBF 2016, em Caxias - Cultura e Tendência - Pioneiro

Versão mobile

Blues25/11/2016 | 01h22Atualizada em 25/11/2016 | 09h21

Do carisma de Bob Stroger aos clássicos de Raul Seixas: a primeira noite do MDBF 2016, em Caxias

Bom público compareceu à Estação Férrea para prestigiar a 9ª edição do maior festival de blues da América Latina

Do carisma de Bob Stroger aos clássicos de Raul Seixas: a primeira noite do MDBF 2016, em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Bob Stroger, acompanhado da The Headcutters, abriu os trabalhos no Bottle Tree Stage, o palco principal do 9º MDBF Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Quem esperava um festival menos animado em sua 9ª edição,por reflexos da crise econômica que poderiam ter abatido tanto a produção quanto a presença do público, se enganou. O Mississippi Delta Blues Festival iniciou nesta quinta-feira, no Largo da Estação Férrea, em Caxias do Sul, com grande presença de público, shows memoráveis e novidades para mostrar que a reinvenção é a alma do evento. 


Leia mais
Etiene Nadine estreia no Magnolia Stage nesta sexta-feira no MDBF
Conheça alguns tradicionais anfitriões do Festival de Blues, em Caxias
3por4: o figurino do anfitrião do Mississippi Delta Blues Festival

A temperatura agradável e sem vestígio de chuva serviu para fazer a galera curtir e circular por todos os palcos espalhados pelo Largo da Estação. Quando a primeira atração subiu ao Bottle Tree Stage, o palco principal, centenas aplaudiram o carismático cantor e baixista de Chicago Bob Stroger, acompanhado pelos catarinenses da The Headcutters. A escolha para abrir os trabalhos não poderia ter sido melhor, uma vez que o septuagenário senhor de Chicago, que se autointitula como sendo o próprio Blues em pessoa, conquista o público a cada movimento e a cada palavra cantada ou conversada ao microfone. 

Entre uma passada e outra em novidades desta edição, como o palco destinado aos artistas do Mississippi Delta Blues Records, o radical bungee jumping, ou o som que estava rolando no bar Zero54, outra novidade deste ano, a galera tinha rápido e facilitado acesso ao palco principal, para curtir mais uma atração. Dessa vez,o main stage ficou centralizado na Estação Férrea, facilitando bastante o fluxo ao fim de cada show. E o guitarrista gaúcho Fernando Noronha, acompanhado da sua banda Black Soul e do norte-americano Michael Hardie, se encarregou de empolgar a galera que correu para o Bottle Tree Stage para o segundo grande show da noite de abertura.

MDBF 2016 - Árvore das referências

Precedida pela chegada do trem invocada na gaita de Ale Ravanello, no Crossroads Time, para fechar os trabalhos, já por volta de 0h30min, a banda Baia Toca Raul reuniu a galera para interpretar clássicos do maior roqueiro brasileiro, em clima de louvação e cantoria desenfreada a cada refrão. O bordão "Toca Raul" nunca fez tanto sentido em um festival blueseiro. 

Cantora texana Annika Chambers se apresenta no último dia de MDBF 2016
Californiano J.P. Soars vai agitar o Mississippi Delta Blues Festival, em Caxias
James "Boogaloo" Bolden é uma das atrações do MDBF

Foi apenas a primeira noite. Para quem duvidava, aí está mais um grande Mississippi Delta Blues Festival, fazendo jus à alcunha de maior festival de blues da América Latina. Ou um dos maiores. Mas quem se importa? O que realmente vale é a diversão garantida aos milhares de fiéis e aos novatos que a cada ano desembarcam em Caxias do Sul para se divertir nas três noites do carnaval do blues. 

 
 

Siga o Pioneiro no Twitter

  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comVice eleito de Caxias já fala em demitir secretários, se assumir prefeitura interinamente https://t.co/fEJgaobqTW #pioneirohá 4 minutosRetweet
  • pioneiroonline

    pioneiroonline

    Pioneiro.comIndústria de Caxias deve ter o pior faturamento da história recente em 2016 https://t.co/zyuvhAKPo2 #pioneirohá 24 minutosRetweet

Veja também

Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros